Abrantes | ESTA celebra duas décadas com mais de 3 mil estudantes

A Escola Superior de Tecnologia de Abrantes (ESTA) celebra 20 anos em 2019 e assinala-os durante um ano com atividades como palestras, workshops e comemorações diversas. Esta quarta-feira, 16 de outubro, o 20º aniversário da instituição será celebrado no auditório da ESTA, onde estará presente o presidente do Instituto Politécnico de Tomar, João Coroado.

PUB

Em 1999, o Instituto Politécnico de Tomar (IPT), com o apoio da Câmara Municipal de Abrantes, e um grupo de professores e alunos, abriram as portas da ESTA inspirados naquela que foi a inauguração de uma instituição de ensino que quebra barreiras há 20 anos, atribuindo à proximidade de docentes, não-docentes e estudantes a importância máxima no sucesso dos seus alunos.

Eugénio Pina de Almeida foi o diretor que inaugurou a ESTA. No ano presente, é dirigida por Sofia Silva Mota, que se orgulha de “poder dizer que temos cursos que albergam cada vez mais formandos; estudantes a licenciarem-se e a entrarem diretamente no mercado de trabalho e ex-estudantes com cargos executivos e com carreiras de sucesso, apesar de termos de lutar diariamente para que se entenda que somos uma instituição de referência, mesmo estando no centro do País. Mas acima de tudo, foram 20 anos de muitas conquistas, com parceiros e profissionais únicos que nos fazem sempre querer mais e melhor”, afirma a atual diretora.

PUB

Durante estas duas décadas mais de 3 mil estudantes distribuídos por 6 cursos de Licenciatura, 2 de Mestrado, 2 Pós-Graduações, 6 Cursos de Especialização Tecnológica e 9 Cursos Técnicos Superiores Profissionais deixaram a sua marca na história da cidade de Abrantes.

Nestes 20 anos a ESTA considera ter provado, que “uma instituição no centro do País, colocada num concelho com menos de 40 mil habitantes, longe do frenesim dos grandes centros e dos arranha-céus, mas com festas académicas sonantes, com professores que sabem o nome dos seus alunos, convidados de excelência num ambiente intimista e com uma formação de qualidade reconhecida no mercado de trabalho, faz diferença no futuro”.

A Escola Superior de Tecnologia de Abrantes

A ESTA é uma unidade orgânica do IPT orientada para a criação, transmissão e difusão da ciência, da tecnologia, da cultura e da arte, numa perspetiva profissionalizante, através da articulação do estudo, do ensino e da investigação aplicada. Promove, assim, o desenvolvimento económico e social de forma sustentável, a justiça e igualdade sociais e a cidadania esclarecida e responsável, incentivando o desenvolvimento do pensamento crítico.

Licenciaturas lecionadas na ESTA:
Comunicação Social
Vertente Jornalismo
Vertente Empresarial
Engenharia Mecânica
Cinema Documental
Informática e Tecnologia Multimédia

O Instituto Politécnico de Tomar:
O IPT é uma instituição de Ensino superior politécnico, no espaço europeu do ensino superior, dotada de valências nas áreas das ciências, tecnologias, artes e humanidades que, desde a sua génese, concorre para a superior formação dos seus estudantes, produzindo conhecimento útil, capacidades, competências e aptidões, preparando-os para o mercado de trabalho e para o exercício de uma cidadania ativa numa sociedade democrática.

PUB
PUB
Paula Mourato
A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).