Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Novembro 28, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes | Escalar da pandemia é “sinal de grande preocupação”, alerta autarca (c/áudio)

Com uma taxa de incidência de 163 casos por 100 mil habitantes, o concelho de Abrantes registou 57 novos casos de infeção por Covid-19 nos últimos 14 dias. Números que colocam o concelho numa “situação preocupante”, admite o presidente do Município, que apela à comunidade para o cumprimento das orientações das autoridades de saúde.

- Publicidade -

- Publicidade -

“Infelizmente, ontem [segunda-feira] tivemos 12 casos no nosso concelho. Um deles, numa residencial de idosos, o que nos deixa preocupados. É um sinal de grande preocupação”, anunciou o presidente da Câmara Municipal de Abrantes na sessão do executivo camarário esta terça-feira, 23 de novembro.

Referindo o ganhar de terreno da pandemia nos últimos dias, situação que deixa o concelho “numa situação verdadeiramente preocupante”, o edil admite um acompanhamento recorrente com a saúde pública mas pede também a ajuda da população.

- Publicidade -

“Isto corresponde a valores já bastante elevados que nos faz lembrar momentos de início deste ciclo de pandemia e obviamente que queremos voltar a manifestar as nossas preocupações, procurando sensibilizar a nossa comunidade para todas as regras da Direção-Geral da Saúde que importa ter, em todo o tempo, atenção”, disse.

ÁUDIO | Autarca abrantino fala sobre evolução da pandemia no concelho

Manuel Jorge Valamatos deu ainda conta em sessão camarária do processo de vacinação contra a Covid-19 no concelho. Com 54.880 doses administradas e um total de 3.045 pessoas já com a terceira toma, o autarca lembrou que aos fins de semana está a decorrer a modalidade “Casa Aberta”, agora já para maiores de 65 anos.

ÁUDIO | Autarca abrantino fala sobre processo de vacinação

Em parceria com a Cruz Vermelha, Bombeiros e Juntas de Freguesia, foram também já efetuados cerca de 2000 transportes de munícipes com dificuldade em deslocarem-se ao posto de vacinação.

Abrantina mas orgulhosa da sua costela maçaense, rumou a Lisboa com o objetivo de se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome