Abrantes | Entrega de correspondência em Mouriscas normalizada, garante CTT

Os CTT comprometeram-se esta quarta-feira a realizar a entrega de correspondência em Mouriscas dentro da normalidade. Só em casos extremos é que será feita a devolução da correspondência. Este compromisso saiu de uma reunião entre a Câmara, a Junta de Freguesia e representantes dos CTT que foi realizada após alguns dias de recusa dos CTT em entregar correspondência naquela freguesia do concelho de Abrantes.

PUB

Em causa a falta de números de polícia em várias casas e de toponímia em algumas ruas. A questão foi levantada pelos vereadores Armindo Silveira (Bloco de Esquerda) e Rui Santos (Partido Social Democrata) interrogando o Executivo durante a reunião de Câmara Municipal (CMA) de terça-feira.

Os CTT comprometeram-se esta quarta-feira a realizar a entrega de correspondência em Mouriscas dentro da normalidade. Só em casos extremos é que será feita a devolução da correspondência.

PUB

Para agilizar esse compromisso, sempre que existirem dúvidas, a Junta de Freguesia (JF) irá colaborar na identificação das moradas sem número de polícia, para melhorar a entrega da correspondência devidamente acautelada com a morada dos cidadãos.

A CMA e a JF de Mouriscas vão acelerar o processo de levantamento cartográfico para facilitar a atribuição de números de polícia em falta e a atribuição de toponímia a ruas e becos, de acordo com a competência legal de cada uma das partes. A CMA e a JF de Mouriscas comprometem-se a agilizar a resposta às solicitações dos cidadãos com vista à atribuição de números de polícia.

Em comunicado a Câmara Municipal de Abrantes (CMA) informou que na sequência das ocorrências dos últimos dias, solicitou uma reunião com os CTT, com carácter de urgência.

A reunião realizou-se hoje, dia 16 de maio de 2018, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, no sentido de se encontrarem soluções para resolução do problema de recusa por parte dos CTT de entregar correspondência aos destinatários que habitem em casas sem número de polícia e ruas sem toponímia.

A situação já tinha antecedentes e que agora se agravou, assumindo por isso as três entidades um conjunto de compromissos. A CMA recordou que o número de polícia apenas é atribuído pelas Câmaras Municipais quando requerido pelo cidadão residente.

Estiveram presentes na reunião o vereador da CMA, João Gomes, o presidente da Junta de Freguesia de Mouriscas, Pedro Matos, o chefe de Centro de Distribuição Postal de Abrantes e o diretor da área de distribuição e Logística dos distritos de Santarém, Castelo Branco e Portalegre.

A CMA e a JF de Mourisca apelam ainda aos moradores da Freguesia de Mouriscas que não tenham número de polícia atribuído que o façam no mais curto espaço de tempo para evitar que a médio prazo surjam acrescidas dificuldades na distribuição.

Locais onde podem ser atribuídos os números de polícia:
Atendimento geral da Câmara Municipal de Abrantes
Horário de funcionamento: das 09h00 às 16h00;
Plataforma digital 360 https://abrantes360.cm-abrantes.pt;
Junta de Freguesia de Mouriscas

PUB
PUB
Paula Mourato
A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).