Abrantes | Empresas de base tecnológica do Tagusvalley atingem 47 ME em volume de negócios (C/VIDEO)

Os responsáveis pelo TagusValley – Parque Tecnológico do Vale do Tejo, instalado em Abrantes, apresentaram as quatro novas empresas de base tecnológicas que ali se sediaram este ano 2019, perfazendo um total de 38 empresas ali em laboração ou em fase de incubação. Desde há 15 anos, revelaram Pedro Saraiva e Paula Grijó, as 66 empresas ali incubadas geraram um volume de negócios de 47 milhões de euros e apresentam uma taxa de sobrevivência de 80%.

PUB

Números que representam motivo de “alegria” para Pedro Saraiva, diretor executivo do Tagusvalley, tendo destacado o “enorme potencial” das quatro novas empresas que procuraram o Parque Tecnológico para se instalarem e desenvolverem os seus projetos, num espaço que tem como objetivo “criar as condições para as pessoas poderem concretizar os seus sonhos”, neste caso, “sonhos empresariais”.

Paula Grijó, vereadora na Câmara de Abrantes e presidente da direção da Associação Tagusvalley, entidade que gere o Parque Tecnológico, manifestou a sua satisfação pela dinâmica gerada pelo parque de ciência e tecnologia, tendo destacado o número de empresas que ali passaram, o volume de negócios realizado e a taxa de sobrevivência das mesmas, “valores muito importantes e motivo de orgulho” para as entidades que gerem aquele espaço, e que conta com a Câmara de Abrantes, a associação empresarial Nersant e o Instituto Politécnico de Tomar como entidades fundadoras, a que se juntaram, mais tarde, a Pegop e o Instituto Politécnico de Santarém.

PUB
Desde há 15 anos, revelaram Pedro Saraiva e Paula Grijó, as 66 empresas ali incubadas geraram um volume de negócios de 47 milhões de euros e apresentam uma taxa de sobrevivência de 80%. Foto: mediotejo.net

O Tagusvalley – Parque Tecnológico do Vale do Tejo, que assinala 15 anos em atividade no próximo mês de dezembro,  nasceu no espaço devoluto do antigo parque industrial da CUF, em Alferrarede, um espaço que era “uma fábrica de adubo e que se transformou em fábrica de talento”, destacou Paula Grijó.

A ‘Inovation Party’ decorreu no dia 9 de outubro nas instalações do Tagusvalley, e incluíram um Crocktech&Ping, com música e animação, numa sessão que tinha o intuito de apresentar as novas empresas e respetivos projetos que se instalaram na incubadora do Parque Tecnológico no ano de 2019.

PUB
Tagusvalley tem em Abrantes 38 empresas de base tecnológica instaladas. Foto: mediotejo.net

A sessão de abertura esteve a cargo de Fred Antunes, da Blockchain Portugal Association, a que seguiram as apresentações das empresas de base tecnológica Flexmultimedia, Bee2Fire, QRLC e Projeto.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here