Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Outubro 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes | Concurso municipal de leitura decorre online na terça-feira

Com o objetivo de estimular a prática da leitura entre os alunos do 1º, 2º e 3º ciclos do ensino básico e do secundário, a Câmara Municipal de Abrantes e a Biblioteca Municipal António Botto realizam este ano o ‘Abrantes a Ler: Concurso Municipal de Leitura’ na terça-feira, dia 9 de fevereiro.

- Publicidade -

Este concurso vai realizar-se em duas fases distintas: a primeira fase decorreu nas escolas do concelho de Abrantes. A segunda a fase municipal realiza-se online, no próximo dia 9 de fevereiro, através da Biblioteca Municipal António Botto, mas com os alunos nos seus domicílios devido ao confinamento provocado pela pandemia de covid-19.

Nesta prova oral, que será realizada através de uma plataforma digital, estarão presentes os membros do júri do concurso e será composta por dois momentos: prova de leitura de excerto, em que será tida em conta a audibilidade, articulação, ritmo e postura corporal; sendo que no segundo momento, realizar-se-á a prova de argumentação, em que será colocada uma questão aberta ou uma citação para comentar sobre a obra lida, que deverá ser respondida entre 2 a 4 minutos. Cada um dos membros do júri pontuará as prestações dos concorrentes, tendo em conta o conhecimento da obra, a organização das ideias, audibilidade, ritmo, criatividade e postura corporal.

- Publicidade -

O concurso irá apurar os três primeiros classificados em cada escalão, sendo que a fase que segue à municipal, em Abrantes, será a intermunicipal, culminando na grande final nacional, uma vez que esta edição do Abrantes a Ler se integra no Concurso Nacional de Leitura 2020/2021.

Numa parceria com o Agrupamento de Escolas Nº 1 de Abrantes, o Agrupamento de Escolas Nº 2 e a EPDRA – Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Abrantes, este concurso está inserido no projeto de promoção da leitura para públicos infanto-juvenis e pretende formar leitores, estimulando nos concorrentes o gosto pela leitura e o contacto com os livros.

Para o concurso, foram selecionadas as seguintes obras:
1º ciclo do ensino básico: 𝘈 𝘮𝘦𝘯𝘪𝘯𝘢 𝘲𝘶𝘦 𝘲𝘶𝘦𝘳𝘪𝘢 𝘴𝘢𝘭𝘷𝘢𝘳 𝘰𝘴 𝘭𝘪𝘷𝘳𝘰𝘴, de Klaus Hagerup, com ilustrações de Lisa Aisato, da editora Nuvem das Letras
2º ciclo do ensino básico: 𝘝𝘪𝘯𝘵𝘦 𝘤𝘪𝘯𝘤𝘰 𝘢 𝘴𝘦𝘵𝘦 𝘷𝘰𝘻𝘦𝘴, de Alice Vieira, com ilustrações de Filipe Abranches, da Editorial Caminho
3º ciclo do ensino básico: 𝘖 𝘭𝘢𝘥𝘰 𝘴𝘦𝘭𝘷𝘢𝘨𝘦𝘮, de Jon Krakauer, da Editorial Presença
Ensino secundário: 𝘈 𝘥𝘪𝘴𝘵â𝘯𝘤𝘪𝘢 𝘦𝘯𝘵𝘳𝘦 𝘯ó𝘴, de Rachel Lippincott, com Mikki Daughtry e Tobias Iaconis, da Editorial Presença

Serão atribuídos prémios a todos os concorrentes, bem como certificados de participação.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome