Abrantes | Concurso aberto para exploração de quiosque no Largo 1º de Maio

O Executivo da Câmara Municipal de Abrantes aprovou, por maioria, a abertura de concurso público para a cedência de exploração do quiosque a instalar no Largo 1º de Maio, em Abrantes. O dia limite para a entrega das propostas foi fixado no dia 6 de junho de 2018.

Em reunião de Câmara Municipal (CMA), realizada no dia 2 de maio, ratificou-se, por maioria, com voto contra do Bloco de Esquerda, o despacho da presidente da Câmara Municipal de Abrantes, Maria do Céu Albuquerque, que aprovou o procedimento com vista à abertura de concurso público para a cedência de exploração do espaço destinado a estabelecimento de restauração e bebidas situado na Esplanada 1º de Maio.

O vereador Armindo Silveira explicou o voto contra “este concurso pois discordamos da opção de abrir naquele local o referido estabelecimento”, disse. Entendem que “irá fazer concorrência ao já debilitado comércio de restauração existente no Centro Histórico” da cidade.

PUB

Para o BE, os visitantes devem ser recebidos no Welcome Center e encaminhados “para o Centro Histórico ou outros locais de interesse no concelho”. Defendem um Largo 1º de Maio “amplo possibilitando a realização de grandes eventos dado não termos outro com estas características”. Por isso em declaração de voto, recomendaram “a anulação do concurso público e a demolição total do antigo Posto de Turismo”.

Por seu lado, o vice-presidente João Gomes (PS) defendeu a não existência de conflito, uma vez que o espaço foi pensado para, no futuro, acolher “eventos de amplitude”, sendo espelhado no projeto da obra em curso no Largo 1º de Maio. Acrescenta, da parte dos empresários haver “grande interesse” pelo concurso e considera “uma boa aposta” do Município.

Em resposta ao vereador do Bloco de Esquerda, que observou um “comércio debilitado” no Centro Histórico da cidade, João Gomes disse não concordar com essa conclusão dos bloquistas uma vez que “nos últimos tempos, temos tido mais espaços a abrir, e que eu saiba têm tido sucesso”, referiu, explicando que “toda a restante zona da praça vai ser completamente plana para permitir eventos”.

Por isso, o Executivo socialista considera “mais um oferta e uma porta de entrada para o Centro Histórico” sendo “um espaço de excelência” quer para quem visita a Abrantes quer para a comunidade residente. Segundo o regulamento, um dos requisitos a ter em conta pelo júri de avaliação às propostas concorrentes à cedência de exploração será a vertente diferenciadora do projeto candidato.

Obras no Largo 1º de Maio, Abrantes

Teve início no dia 05 de março, a empreitada de requalificação do Largo 1º de Maio, no coração da cidade de Abrantes, com a montagem do estaleiro e a colocação de sinalização, numa obra adjudicada por cerca de 370 mil euros à Protecnil – Sociedade Técnica de Construções, SA.

Segundo nota de imprensa da CMA, a obra decorrerá num prazo previsto de 240 dias indicando que, “sendo um local central de estacionamento diário, a intervenção trará naturais incómodos”.

Tendo em conta que estão a desenrolar-se outras obras no Centro Histórico, no âmbito da estratégia de regeneração urbana e de valorização desta área estratégica da cidade, a CMA implementou, por isso, um conjunto de medidas em matéria de reordenamento do estacionamento, no sentido de minimizar os constrangimentos.

O projeto implica a colocação de novo mobiliário urbano, a praça será colocada toda ao mesmo nível e será arborizada “para que esta seja uma praça atrativa para quem chega à cidade”.

O edifício do antigo Posto de Turismo vai ser requalificado e ampliado para dar lugar a um espaço de restauração, sendo que um antigo quiosque vai ser relocalizado e dará lugar a uma cafetaria.

As casas de banho públicas existentes neste largo também irão ser intervencionadas e as loiças sanitárias serão substituídas.

A autarquia observa que esta empreitada de requalificação do Largo 1º de Maio pretende “devolver este espaço central de boas vindas ao coração da cidade. Manterá a função de circulação automóvel e de estacionamento. Serão eliminados os elementos construídos em desníveis na zona central do espaço. O antigo edifício do posto de turismo será transformado em equipamento de restauração. Será formalizada uma praça de táxis coberta”.

O edital de concurso público já se encontra acessível para consulta no site da CMA, sendo fixado o dia 6 de junho como data limite para entrega das propostas. A abertura das propostas apresentadas terá lugar no dia 07 de junho de 2018, pelas 10h00, no Salão Nobre do Edifício dos Paços do Município.

PUB
Paula Mourato
A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).