- Publicidade -

Abrantes | Comandante dos bombeiros recebe louvor da ANEPC

O Comandante dos Bombeiros de Abrantes, António Manuel Jesus, recebeu um louvor da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) pela “dedicação e elevada competência que sempre demonstrou no cumprimento das missões que lhe foram atribuídas pelo Comando Distrital de Operações de Socorro de Santarém”.

- Publicidade -

O Comandante, António Manuel Henriques Jesus, recebeu um louvor da ANEPC “pela forma altamente honrosa e brilhante com que desempenhou as funções de Comandante dos Bombeiros Voluntários de Abrantes e pela dedicação e elevada competência que sempre demonstrou no cumprimento das missões que lhe foram atribuídas pelo Comando Distrital de Operações de Socorro de Santarém”. O louvor datado de 12 de janeiro de 2021 e assinado pelo presidente da ANEPC, Duarte da Costa, surgiu por proposta do Comandante Operacional Distrital de Santarém, Mário Silvestre.

Com publicação em Diário da República, o louvor atesta que o Comandante António Manuel “constituiu-se sempre como um elemento fundamental em todas as operações de proteção e socorro, dentro e fora da sua área de atuação própria, colocando toda a sua disponibilidade e competência ao serviço dos seus concidadãos, dentro e fora do Distrito” de Santarém “fruto da sua experiência, formação e elevada capacidade de trabalho”.

- Publicidade -

“Nos diversos Teatros de Operações, quer nas funções de Comandante das Operações, ou integrando as Equipas de Posto de Comando do distrito de Santarém, demonstrou sempre uma capacidade de análise digna de realce, respondendo com elevado dinamismo, eficiência e liderança às inúmeras solicitações, por vezes inopinadas e urgentes, tomando decisões e apresentando com oportunidade propostas adequadas e fundamentadas para os inúmeros e por vezes complexos problemas a resolver” lê-se no respetivo diploma de louvor.

Integrando as Escalas de Serviço de Comandante de Permanências às Operações, o Comandante António Manuel, “evidenciou sempre e consistentemente, uma extraordinária dedicação, espírito de iniciativa e elevada capacidade de organização, tendo assumido um papel preponderante na preparação, condução e supervisão das ações de planeamento e gestão de todas as ocorrências de proteção e socorro que assolaram o Distrito de Santarém, com particular destaque para a resposta aos Incêndios Florestais”.

No cumprimento da missão que lhe foi conferida enquanto Comandante do Corpo de Bombeiros Voluntários de Abrantes, “é de enaltecer a elevada dedicação, profissionalismo e competência, qualidades que aliadas ao seu elevado sentido de missão, lhe permitiram identificar, avaliar e implementar em tempo oportuno, as soluções mais adequadas para a maximização da capacidade de resposta do seu Corpo de Bombeiros, fazendo dos Bombeiros de Abrantes uma Corporação de referência no Distrito e no país”.

A ANEPC considera o Comandante António Manuel “dotado de elevados princípios humanos e possuidor de excecionais capacidades de liderança, é um exemplo na prossecução dos objetivos da Proteção Civil, nomeadamente na salvaguarda de pessoas e bens”.

Por tudo o que foi dito anteriormente, “pelas excecionais qualidades, virtudes profissionais e humanas que possui, e pela afirmação constante de elevados dotes de caráter, lealdade, abnegação, espírito de sacrifício e competência profissional, bem como, pelo extraordinário zelo colocado em todos os atos de serviço, o Comandante António Manuel é digno de ser apontado como sendo um exemplo a seguir, dando-se publica nota, de que os serviços por si prestados sejam considerados relevantes e de elevado mérito, deles tendo resultado prestígio e honra para os Bombeiros e para a Proteção Civil do Distrito de Santarém”.

Em declarações ao mediotejo.net António Jesus disse ser “sempre bom ver o nosso trabalho, desenvolvido ao longo de 45 anos, reconhecido em termos nacionais. É gratificante!”.

O Comandante, que ao longo da sua vida de Bombeiro recebeu outros louvores, considera este “o mais representativo e com mais significado”. No entanto, afirma ser resultado de um trabalho conjunto. “Graças aos homens que tenho e me ajudam neste função. É também deles este louvor e o reconhecimento do trabalho desenvolvido no concelho, no distrito e também nacional”.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- Publicidade -