Abrantes | Clube ‘Os Patos’ pára secção de canoagem por falta de timoneiro

Clube ‘Os Patos’ pára secção de canoagem por falta de timoneiro. Foto: DR

A secção de canoagem do CD “Os Patos’, de Rossio ao Sul do Tejo, está parada por falta de um ‘timoneiro’ capacitado tecnicamente para treinar os 15 atletas desta modalidade que tantas alegrias, prémios e conquistas deu a Abrantes. Helder Rodrigues, presidente do clube, confirmou ao mediotejo.net as dificuldades que o clube vive neste momento e após a saída do técnico João Laia, que se mostrou indisponível para continuar a orientar a secção de canoagem. A atleta olímpica Francisca Laia, formada pelos Patos, no rio Tejo, lamentou a situação e criticou nas redes sociais “a falta de esforço que levou a este final”.

PUB

“Não queremos que a secção de canoagem acabe mas temos um problema que não é de agora: encontrar alguém com competências técnicas para orientar os 15 canoístas que fazem parte do clube”, disse ao mediotejo.net o presidente da direção de ‘Os Patos’. Segundo Helder Rodrigues, “o João Laia é o grande responsável pela ascensão da modalidade no clube mas não se mostrou disponível para continuar a assegurar a secção e estamos à procura de alguém que o possa fazer”, afirmou.

“A modalidade está parada até que se encontre uma solução mas a vida do associativismo é assim mesmo: umas épocas com mais fulgor do que em outras”, comentou, tendo referido que a modalidade e o modo da mesma funcionar terá de ser repensada.

PUB

Contactado pelo mediotejo.net, João Laia, apaixonado pela modalidade e treinador da secção de canoagem de ‘Os Patos’ há cerca de 19 anos, confirmou a sua “indisponibilidade” para continuar a treinar, tendo optado por não tecer mais considerações sobre o clube e o futuro da modalidade em Abrantes.

A sua filha, Francisca Laia, atleta olímpica e com toda uma formação alicerçada junto aos Mourões no Rossio ao Sul do Tejo, formada pelos ‘Patos’ e atualmente atleta do Sporting CP, por sua vez, lamentou a situação e criticou nas redes sociais “a falta de esforço que levou a este final”.

PUB
Francisca Laia lamentou a situação e criticou nas redes sociais “a falta de esforço que levou a este final”. Foto: DR

“A canoagem terminou em Abrantes! É com muita pena que vejo a secção de canoagem do CD “Os patos” a encerrar. E ainda com mais pena, a falta de esforço que levou a este final. Neste último ano, o clube sobreviveu com apenas um treinador ajudado pelos atletas mais velhos! Um panorama impossível de manter a longo prazo e muito longe da realidade de outros clubes portugueses. Custa-me ver que o trabalho de voluntariado de tantos, durante tantos anos, não foi aproveitado. (…) Custa-me ver o desinteresse com que as organizações, que tinham poder para impedir este desfecho, olharam para um desporto que tanto deu a Abrantes! Os atletas, o treinador e a canoagem mereciam mais consideração! Havia futuro em Abrantes. Espero um dia poder ver a Canoagem de volta à minha cidade”, concluiu Laia.

“Não foi justo e não foi elegante”, disse o dirigente do clube rossiense, questionado sobre as palavras de Francisca Laia. “As entidades, quer junta de freguesia que Câmara Municipal, sempre deram um apoio extraordinário ao clube e à canoagem e também a elevar a Francisca ao ponto onde chegou. E a modalidade não acabou”, frisou, tendo feito notar que o clube “tudo tem feito e continuará a fazer para proporcionar as melhores condições à secção na busca de uma solução com o vice presidente João Laia”.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here