Abrantes | Ciclista que morreu em colisão automóvel com missa em Alferrarede

A igreja de Alferrarede vai acolher esta terça-feira, às 14:00, uma “pequena celebração” religiosa em memória de João Henriques, natural da Bemposta e residente em Chaínça (Abrantes), seguindo depois para o Crematório do Entroncamento. Uma colisão na EN118 à entrada do Crucifixo (Tramagal) entre um automóvel ligeiro e um velocípede causou na quinta-feira a morte ao ciclista, que não resistiu aos ferimentos.

Segundo o comandante dos Bombeiros Voluntários de Abrantes, o homem, na casa dos 40 anos, estava em paragem cardiorrespiratória à chegada dos bombeiros e da VMER do Médio Tejo. Apesar das manobras de tentativa de reanimação, o óbito acabaria por ser declarado no local.

Segundo os bombeiros de Abrantes, a chamada de pedido de socorro via 112 foi efetuada às 18:35, tendo o acidente ocorrido na EN118, em Tramagal, no cruzamento para a aldeia de Crucifixo. O acesso à localidade esteve interrompido durante as operações dos bombeiros.

PUB

No local estiveram nove bombeiros apoiados por três viaturas, a par da GNR e da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Médio Tejo.

PUB
Mário Rui Fonseca
A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).