Abrantes | Centro de Colheita de Análises para doentes não covid-19 em vias de sair do Estádio

O Centro de Colheita de Análises para doentes não covid-19 instalado pelo Centro Hospitalar do Médio Tejo no Estádio Municipal de Abrantes deve ser transferido para outro espaço. Segundo o presidente do conselho de Administração, o CHMT encontra-se a analisar uma proposta “de um novo espaço” igualmente fora do Hospital de Abrantes.

PUB

O Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) instalou em abril passado um Centro de Colheita de Análises para doentes não covid-19 no Estádio Municipal de Abrantes, um espaço fora de contexto hospitalar no sentido de transmitir confiança à população na realização de análises.

No entanto, algumas preocupações foram levantadas, sobre a incapacidade de acolhimento dos doentes nas salas de espera, intensificadas com chegada do inverno e as condições climatéricas associadas, designadamente pela Comissão de Utentes da Saúde do Médio Tejo que em entrevista ao nosso jornal alertou para as condições precárias, sendo os utentes obrigado as aguardar na rua.

PUB

O Centro de Colheitas de Análises para doentes não covid-19, da unidade de Abrantes, saiu do hospital “para dar às pessoas maior confiança. Ou seja, começamos a ver que muitas pessoas faltavam às consultas, aos exames e também às análises porque não queriam ir ao hospital e então propusemos a central de colheitas fora do hospital”, explicou o presidente do conselho de Administração do CHMT, Carlos Andrade Costa, ao mediotejo.net.

O responsável adiantou estar pensado “transferir a central para outro local tirando-a do Estádio” onde atualmente se encontra. “A ideia é mantê-la fora do hospital ainda que eventualmente saia daquele espaço. Estamos neste momento a analisar uma proposta de um novo espaço. E sai para manter o ritmo de pessoas a realizar as suas análises, evitar que as pessoas faltem”, acrescenta.

PUB

Uma resposta que vai também ao encontro das preocupações manifestadas pela Comissão de Utentes de Saúde do Médio Tejo (CUSMT) tendo o seu porta-voz, Manuel Soares, referido ao mediotejo.net que a incapacidade das salas de espera, neste cenário de pandemia, de acolher todos os utentes, obrigados a aguardar na rua, apresenta-se “um problema que ultrapassa as unidades de saúde pública mas diz respeito a todas as unidades de saúde, incluindo privados que prestam serviços públicos”, designadamente farmácias ou laboratórios de análises.

Centro Hospitalar do Médio Tejo abriu em abril um centro de colheita de análises para doentes não covid no Estádio Municipal de Abrantes. Foto: CMA

A CUSMT apelou, então, às autarquias para “arranjarem condições, de abrigo, mesmo que provisórias junto às unidades de saúde”.

PUB
Paula Mourato
A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.
PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).