Abrantes: Castelo e Largo 1º de maio vão ser requalificados

Edifício onde funcionou o Posto de Turismo vai ser requalificado e ampliado para dar lugar a um espaço de restauração Foto: CMAbrantes

O Largo 1º de Maio, em Abrantes, também conhecido como Largo do Tribunal, e o Castelo de Abrantes e sua área envolvente, vão ficar de cara lavada com as intervenções programadas pela autarquia. Na reunião de hoje do executivo camarário, conduzida pelo vice-presidente João Caseiro Gomes (PS), foi aprovado o projeto de execução global e o respetivo lançamento de concurso público para a empreitada de requalificação do Largo 1º de Maio. O mesmo apresenta um preço base de 425 mil euros + IVA e um prazo de execução de 240 dias.

PUB

Já em setembro, em reunião do executivo camarário de Abrantes, a presidente da Câmara Municipal, Maria do Céu Albuquerque, havia dado a conhecer as intervenções que estão previstas para várias zonas da cidade, nomeadamente para o centro histórico, no Largo 1º de Maio..

O Largo 1º de maio, em Abrantes, vai ter uma praça de táxis coberta, um espaço de restauração e uma cafetaria Foto: mediotejo.net/Arquivo
O Largo 1º de maio, em Abrantes, vai ter uma praça de táxis coberta, um espaço de restauração e uma cafetaria Foto: mediotejo.net/Arquivo

O Largo 1º de maio é uma dessas zonas que irá ser intervencionada e terá um novo aspeto. “O que pretendemos para o Largo 1º de Maio é, com uma pequena intervenção, transformar aquele espaço num local mais funcional, indo ao encontro de algumas aspirações da comunidade”, referiu na ocasião Maria do Céu Albuquerque.

PUB

No âmbito desta operação de requalificação, o trânsito e os lugares de estacionamento serão reordenados, dando lugar a 59 lugares de estacionamento e irá ser criada uma praça de táxis coberta, com capacidade para sete veículos, “uma antiga aspiração da comunidade”, salientou a autarca durante a presentação do projeto.

O edifício do antigo Posto de Turismo vai ser requalificado e ampliado para dar lugar a um espaço de restauração, sendo que um antigo quiosque que não está a ser utilizado vai ser relocalizado e dará lugar a uma cafetaria “para ser ali um fator atrativo para os cidadãos e para quem nos visita”, reforçou Maria do Céu Albuquerque.

PUB

O projeto implica a colocação de novo mobiliário urbano, a praça será colocada toda ao mesmo nível e será arborizada “para que esta seja uma praça atrativa para quem chega à nossa cidade”.

Numa área de intervenção de 4.390 m2, a requalificação do Largo 1º de Maio vai, numa primeira fase, incidir sobre a zona de frente para o Tribunal e, segundo informou Maria do Céu Albuquerque, “há uma segunda fase que diz respeito à lateral do Tribunal mas há aqui em cima da mesa uma conversação com a entidade gestora do Tribunal para encontrarmos uma solução porque é nossa intenção requalificar o estacionamento atrás e criar uma casa mortuária”.

As casas de banho públicas existentes neste largo também irão ser intervencionadas, avançou Maria do Céu Albuquerque, dizendo que as loiças sanitárias serão substituídas.

Edifício onde funcionou o Posto de Turismo vai ser requalificado e ampliado para dar lugar a um espaço de restauração Foto: CMAbrantes
Edifício onde funcionou o Posto de Turismo vai ser requalificado e ampliado para dar lugar a um espaço de restauração Foto: CMAbrantes

“Parece-nos que é uma intervenção simples mas que vai requalificar o espaço público”, referiu a autarca acrescentando que “não temos financiamento para esta intervenção, mas não vamos parar porque é expectável que até ao final do ano possamos arrecadar mais 10% da verba que contratualizámos para a regeneração urbana e vamos canalizar parte dessa verba para esta obra”.

“Queremos que esta intervenção depois tenha continuidade para todo o Vale da Fontinha e o espaço do antigo mercado diário. Toda esta entrada na cidade será melhorada mas não conseguimos fazer tudo ao mesmo tempo”, ressalvou Maria do Céu Albuquerque.

“Temos previsto – mas tenho dúvida que o consigamos fazer nos próximos 5 anos – a melhoria dos acessos ao hospital e ao centro histórico por via da passagem ao lado do cemitério passando pelo Vale da Fontinha “, acrescentou a presidente da Câmara Municipal de Abrantes.

“Temos projeto, temos ambição e estamos expectantes com eventuais fontes de financiamento que consigamos canalizar para estas intervenções”, concluiu a autarca.

Concurso de ideias para Castelo e zona envolvente

A Câmara Municipal de Abrantes está a desenvolver, em parceria com a Ordem dos Arquitetos, a criação de um programa funcional para a valorização de todo o espaço intramuros e extramuros do Castelo e lançou um concurso internacional de ideias que terminou no dia 7 de novembro para avançar com a requalificação desta área da cidade.

“A intenção é reforçarmos a área do Castelo para a sua vertente cultural, turística e lúdica de modo a criar uma melhor vivência no local e uma maior relação com a multiplicidade de factos históricos”, explicou Maria do Céu Albuquerque.

O Castelo e a área envolvente também vão ser requalificados e a autarquia de Abrantes vai lançar um concurso internacional de ideias Foto: mediotejo.net
O Castelo e a área envolvente também vão ser requalificados e a autarquia de Abrantes lançou um concurso internacional de ideias Foto: mediotejo.net

Entre os principais intervenções a desenvolver, a autarquia pretende diversificar e qualificar as entradas no Castelo de Abrantes, “assumindo o Outeiro de São Pedro como o principal local de acesso rodoviário e um espaço pedonal/miradouro a criar junto ao edifício Carneiro, como a principal entrada pedonal de ligação à cidade”.

De igual forma, pretende-se ainda estimular o atravessamento pedonal e, para o efeito, serão qualificados os percursos pedestres já existentes e será criado um outro: Outeiro de São Pedro – Porta da Traição – Porta Principal do Castelo.

A recuperação do Palácio dos Governadores também está incluída nesta intervenção a fazer no Castelo de Abrantes que inclui ainda uma requalificação do skate park e a relocalização da estátua de D. Francisco de Almeida, que foi vandalizada mas que foi recuperada pela autarquia, que será colocada dentro das muralhas.

“Será uma grande intervenção e aquilo que é suposto acontecer é por prioridades: Jardim do Castelo, Outeiro de S. Pedro, acessibilidades e depois intramuralhas”, esclareceu Maria do Céu Albuquerque.

No âmbito do Plano de Urbanização de Abrantes, a encosta do Castelo vai ser alvo de uma qualificação paisagística, com a concretização de ações de rearborização com espécies autóctones ou introduzidas de valor cultural, nomeadamente quercíneas e oliveiras, a par com a criação de um percurso pedonal de ligação ao Castelo e criação de percurso pedonal de ligação à Encosta Sul. Nesta ação, será ainda requalificada a Fonte de São Caetano. “O objetico é a estabilização da vertente, evitando desmoronamentos sobre a EN2”, explicou Maria do Céu Albuquerque.

*Notícia atualizada a partir da publicação original de 16 de setembro de 2016

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

2 COMENTÁRIOS

  1. Gosto imenso da ideia mas penso que tudo o que está a acontecer na cidade seja demasiado modernizado, e dizendo isto estou me a referir ás cores! Esta cidade tem uma vida e uma imagem histórcia e penso que esta “modernização” não deixa, de todo, uma beleza histórica como a cidade merece. Gosto imenso da ideia mas penso que a ideia devia de ser centrada mais na vida da cidade mas isto é só uma mera opinião 😄

  2. Iniciativa importante, partindo do princípio de que a decisão é baseada em estudos de viabilidade técnica, económica e de mercado, para anão ser “mais um que fechou e que agora é um mono”. Não pensar só na moedinha no parquímetro por cada um que vai tomar a bica ou comer um snack.

Responder a Carolina Cancelar resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here