Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Agosto 4, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes | Câmara vai ceder viatura para domicílios à USF D. Francisco de Almeida

O executivo municipal aprovou na reunião de Câmara de 14 de setembro a minuta de protocolo a estabelecer com a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), através do qual a Câmara de Abrantes vai ceder à Unidade de Saúde Familiar (USF) D. Francisco de Almeida uma viatura de passageiros para apoio às visitas domiciliárias por parte dos profissionais de saúde.

- Publicidade -

A unidade vai iniciar visitação domiciliária no âmbito de promoção de saúde aos grupos vulneráveis e de risco, aumentando por um lado o número de visitação domiciliária, bem como por outro os constrangimentos de articulação e disponibilidade dos transportes.

Após um ano de funcionamento, com 8.150 utentes inscritos, a unidade obteve resultados de avaliação/satisfação muito positivos relativamente aos serviços prestados junto da população, sendo que a única área que apresentou resultados pouco satisfatórios foi a dos cuidados de saúde domiciliários, lê-se na informação da autarquia.

- Publicidade -

Com esta cedência o Município de Abrantes considera estar a contribuir para a resolução de alguns constrangimentos no acesso à saúde pelo que, através da colaboração mútua que tem vindo a ser mantida entre as duas entidades (construção das USF’s; programa de incentivos à fixação de médicos, entre outros), entendeu alocar mais este recurso para que a ARSLVT, possa, através do ACES Médio Tejo, dar continuidade e melhorar a prestação de cuidados de proximidade na área da saúde.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome