Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quinta-feira, Setembro 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes | Câmara garante “projetos de intervenção” para Igreja de São João Baptista

O débil estado de conservação da Igreja de São João Baptista foi abordado pelo vereador Armindo Silveira (BE) na última reunião de Executivo Municipal de Abrantes, reconhecendo que o monumento nacional “não é responsabilidade direta” da Câmara. O presidente da autarquia, Manuel Valamatos (PS) garantiu que o Executivo “tem projetos de intervenção” para a Igreja de São João.

- Publicidade -

A Igreja de São João Baptista, património classificado, “está muito degradada”, lembrou o vereador do Bloco de Esquerda, Armindo Silveira, na última reunião de Câmara, realizada na terça-feira, 26 de novembro. “Da parte do Ministério da Cultura não sei de nenhuma intenção de querer reabilitar parcial ou totalmente a Igreja, será um investimento avultado, mas algumas intervenções têm de ser feitas”, defendeu o vereador do Bloco de Esquerda.

O presidente da Câmara, Manuel Valamatos, garantiu que o Executivo “já está a trabalhar” nessa questão. Notícia que tranquilizou o vereador da oposição: “Ainda bem que a Câmara está a trabalhar nesse sentido”, afirmou.

- Publicidade -

No final da reunião Manuel Valamatos deu conta aos jornalistas da existência de “uma avaliação da Igreja de São João Baptista” tal como aconteceu com a Igreja da Misericórdia, “que foi prontamente reabilitada pela Santa Casa da Misericórdia”, e com a Igreja de São Vicente, para a qual a Câmara contribuiu com “apoio nos projetos na execução e na parte do financiamento da componente nacional”.

Para a Igreja de São João também existem projetos de intervenção que serão trabalhados a par com a Fábrica da Igreja. “Isto obriga a estudos controlados [pela Direção-Geral do Património Cultural] e estamos a analisar com as entidades competentes os projetos de reabilitação. Precisa de apoio comunitário. Estamos a procurar a melhor via para as candidaturas a fundos comunitários sendo que a componente nacional é aquilo que suportamos” explicou o presidente sem se comprometer com qualquer data para uma intervenção naquele monumento nacional.

Igreja de São João Baptista, em Abrantes. Créditos: DR

A primitiva igreja de São João Baptista de Abrantes foi fundada pela Rainha Santa Isabel em 1300, em memória da celebração de paz entre D. Dinis e o infante D. Afonso, tornando-se sede de paróquia no ano de 1326.

Em 1588 Filipe I mandou fazer o templo de raiz, uma vez que este se encontrava arruinado, começando as obras no ano seguinte, a expensas dos moradores e das Confrarias da igreja.

A construção deste segundo templo arrastou-se até 1633, havendo uma nova campanha de obras entre 1660 e 1674, para a edificação dos retábulos das capelas das naves. Apesar de em 1680 o coro ter sido concluído, a igreja ficou inacabada, uma vez que as torres da fachada nunca foram terminadas.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome