Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Terça-feira, Julho 27, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes | Câmara edita ensaio de jovem premiado pela Associação Portuguesa de Ética e Filosofia Prática.

A Câmara Municipal de Abrantes editou em livro o ensaio do jovem abrantino João Gaio e Silva, subordinado ao tema: “O que pode fazer a Filosofia pela tolerância e paz mundial?”, Menção Honrosa da III Edição do Prémio do Ensaio Nacional em Ética e Filosofia Prática, 2016, promovido pela Associação Portuguesa de Ética e Filosofia Prática.

A apresentação decorreu no dia 16 de dezembro, no auditório da Escola Secundária Dr. Manuel Constâncio, durante a atribuição dos prémios de mérito aos alunos finalistas dos ensinos secundário e profissional do concelho de Abrantes.
A docente de Filosofia, Cláudia Nascimento, apresentou o “seu” aluno como sendo detentor de um espírito critico e “um homem que aponta caminhos”, referindo-se à sua constante intervenção no espaço público, quer como aluno; como autor de textos no jornal digital “P3”; como orador no “Parlamento dos Jovens”, ou na cimeira das democracias; enquanto presidente da associação de estudantes ou ainda no conselho municipal de educação.
“O conteúdo do ensaio fala de um eu que fala com o outro e para o outro. E fala de uma mensagem de tolerância que, cada vez mais, é importante interiorizarmos na nossa sociedade, tendo em conta o contexto atual em que vivemos”, explicou o autor da publicação, cujo conteúdo remete para a dicotomia entre o Homem e a Educação para a tarefa de tornar o mundo um local melhor para viver.
A presidente da Câmara explicou que a autarquia entendeu “perpetuar” o trabalho do jovem abrantino, juntando-o às edições publicadas em 2016, no âmbito do centenário da cidade de Abrantes. Maria do Céu Albuquerque salientou que a comunidade abrantina conta com a geração deste jovem na construção de “uma sociedade melhor”.
João Pedro Barbas Gaio e Silva tem 18 anos e nasceu em Abrantes, a 14 de outubro de 1998. É atualmente aluno da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa onde frequenta a Licenciatura em Ciência Política e Relações Internacionais. Estudou na Escola Secundária com 2.º e 3.º CEB Dr. Manuel Fernandes, no curso científico de Línguas e Humanidades, até 2016.

- Publicidade -

Este ensaio agora publicado pelo Município de Abrantes está disponível gratuitamente na Biblioteca Municipal António Botto.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here