- Publicidade -

Sábado, Dezembro 4, 2021
- Publicidade -

Abrantes | Câmara destaca papel da biomassa no projeto da TrustEnergy para reconversão da Central do Pego (c/VIDEO)

O presidente da Câmara de Abrantes disse ver com agrado o projeto de reconversão da central a carvão do Pego para Centro Produtor de Energia Verde, tendo destacado a importância do projeto na vertente biomassa para a floresta da região e das demais energias sustentáveis que compõem o projeto da TrustEnergy, acionista maioritário da Tejo Energia, orçado em 900 ME e que assenta na energia eólica, solar, hidrogénio e outras.

- Publicidade -

A importância da Central do Pego em Abrantes e na região envolvente ao longo dos últimos 30 anos, além de se constituir como o maior centro produtor de energia a nível nacional, destaca-se na criação de emprego e dinamização da economia local, pelo que o projeto de transição que aponta para a sua continuidade na produção de energia, indo ao encontro de necessidades da região e do país, é visto com agrado pelas forças vivas da região.

Manuel Jorge Valamatos, presidente da Câmara de Abrantes, destacou o papel importante da central do Pego a nível nacional e regional e defendeu a sua reconversão, ao invés do desmantelamento, de modo a assegurar continuidade em novas áreas económicas em desenvolvimento, mantendo os postos de trabalho e criando novas dinâmicas.

- Publicidade -

“Temos acompanhado de muito perto esta projeto de reconversão e as propostas dos acionistas, e neste caso do maior acionista da Central Termoelétrica”, disse o autarca ao mediotejo.net, tendo destacado a parte do projeto de reconversão da central em biomassa. “A questão da biomassa traz-nos bastante alento para as questões de reorganização da floresta e à limpeza da floresta”, vincou, tendo feito notar que o projeto engloba outros setores, como o hidrogénio, o metano e outras fontes de energia limpa.  

“Estamos empenhados em colaborar e expectantes relativamente a um projeto final que seguramente os acionistas da central apresentarão em breve”, concluiu Manuel Jorge Valamatos.

Câmara de Abrantes destaca importância da biomassa em projeto da TrustEnergy de reconversão da Central do Pego. Foto: mediotejo.net

A Central Termoelétrica do Pego tem um papel fundamental na região onde está inserida, com cerca de 200 pessoas a trabalharem diariamente naquelas instalações, representando um impacto financeiro na ordem dos 10 milhões de euros o pagamento direto a estes trabalhadores e em prestações de serviços locais.

Por outro lado, conjuntamente com este valor, a empresa paga cerca de dois milhões de euros em impostos locais, tendo, a nível regional, pago cerca de 15 ME à ex-CP Carga (dados de 2018), e a nível nacional, as empresas relacionadas com a Tejo Energia pagaram cerca de 22 ME em impostos (dados de 2018).

Central Termoelétrica do Pego larga carvão e aposta em Centro de Produção de Energia Verde. Foto: mediotejo.net

O projeto de reconversão da Central a carvão do Pego parece também ser vista com agrado pelo governo, tendo em conta as declarações públicas quer do ministro do Ambiente e da Transição Energética, quer da própria ministra da Coesão, mais recentemente. 

No entanto, a Trustenergy e a Endesa, os dois acionistas da Tejo Energia, têm planos diferentes para o futuro da central elétrica no concelho de Abrantes, sendo a central a biomassa uma das divisões dos acionistas, com a TrustEnergy a querer apostar neste setor (VER AQUI) ao contrário do acionista minoritário, a Endesa, que aposta no desmantelamento da central a carvão e noutro tipo de projeto (VER AQUI).

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome