Terça-feira, Março 2, 2021
- Publicidade -

Abrantes | Câmara constrói rotunda junto ao Hospital para melhorar circulação e acessibilidades (c/ÁUDIO)

O projeto de execução e o lançamento da empreitada de construção de uma Rotunda no acesso ao Hospital, na interseção da Avenida Dr. Francisco Sá Carneiro (estrada do Ciclo) com a Avenida Dr. Santana Maia (via de ligação à Av. do Paiol) e o Largo Eng.º Bioucas que dá acesso ao edifico do Hospital, foi aprovada por unanimidade na reunião de Câmara realizada no dia 09 de fevereiro. O preço base da empreitada é fixado em 758.767,19 euros e o prazo de execução previsto é de 150 dias. Mas a empreitada só avançará quando a atual situação de pandemia estiver estabilizada.

- Publicidade -

“Esta é a primeira peça, é o elemento decisivo de uma futura estrada que irá ligar esta avenida, na zona do hospital, ao liceu”, afirmou Manuel Jorge Valamatos, tendo destacado investimentos agregados em acessibilidades, iluminação pública e parque de estacionamento numa “nova linguagem” urbana naquela zona, a par de uma requalificação da estrada que vai do hospital até às Barreiras do Tejo.

Segundo a Câmara Municipal “pretende-se com esta intervenção anular os constrangimentos de trânsito e facilitar as condições de circulação, de acessibilidade e de estacionamento junto ao Hospital e no acesso ao Centro Histórico de Abrantes, nomeadamente: Esplanada 1º de Maio; Mercado Municipal; Unidade de Saúde Familiar; Loja de Cidadão e a toda a área de comércio tradicional.

- Publicidade -

OIÇA AQUI O PRESIDENTE DURANTE A REUNIÃO DE CÂMARA

O vereador João Gomes explicou que, a par da construção da rotunda – intervenção prevista no PUA – Plano de Urbanização de Abrantes -, serão requalificadas as bolsas de estacionamento de apoio ao Hospital, que ficarão “unidas”, passando a dispor de 151 lugares (+ 21 do que atualmente).

Serão também disponibilizados mais quatro lugares reservados a pessoas com mobilidade reduzida, para além de se manterem os seis lugares para serviço de táxis. As duas paragens de autocarros serão transformadas e está também prevista a melhoria da iluminação pública.

Será ainda melhorada a organização do trânsito, nomeadamente no cruzamento da Avenida Dr. Santana Maia com ligação ao Bairro Municipal e ao Vale da Fontinha e, no futuro, na via de acesso à escola Manuel Fernandes.

Do lado da oposição, o vereador Rui Santos (PSD) congratulou-se com a realização das obras anunciadas pelo executivo socialista. “É uma coisa que temos vindo a falar e antes da aprovação das Grandes Opções do Plano, foi um assunto tratado entre nós os dois e muito bem recebido pelo senhor presidente. Nem sempre estamos de costas viradas mas de mãos dadas a bem do Município de Abrantes”, referiu.

Reunião de Câmara Municipal de Abrantes. Créditos: mediotejo.net

Por seu lado, o eleito pelo Bloco de Esquerda, Armindo Silveira, também se identificou com a necessidade da construção da referida Rotunda, mas questiona sobre a questão financeira. Fez notar que “a construção da rotunda junto ao Hospital de Abrantes insere-se no programa OE 4 do PUA onde se inclui, também, a construção de um edifício com o objetivo de facilitar o acesso pedonal entre o Tribunal e o Hospital de Abrantes estando previsto no topo sul um elevador com o intuito de vencer o acentuado desnível”.

Refere que “a já referida ficha de informação do PUA estipula que este investimento será privado mas o senhor presidente acaba de referir que o financiamento não está garantido o que pode implicar um investimento municipal. Ora isto será uma alteração ao que está estipulado na ficha do PUA e embora não seja um documento fechado importa que o senhor presidente possa esclarecer mais sobre este financiamento nomeadamente se vai haver uma candidatura a fundos europeus ou de onde virá a verba”.

No entanto, o vereador João Gomes, admitindo que “numa parcela na encosta junto ao cemitério dos Cabacinhos está previsto no futuro a construção de um edifício que permita, até em termos de mobilidade pedonal, vencer esse declive e tem uma ficha de ação” que permite investimento privado, garante que “esse edifício não faz parte desta reconversão, a bolsa de estacionamento e a Rotunda são investimentos municipais e são espaços municipais”. Explica que “as fichas de ação são orientadoras que permite parcerias público-privadas ou não, não quer dizer que tenham de ser respeitadas”.

João Gomes acrescenta que na Av. Dr. Francisco Sá Carneiro “vai ser reperfilada desde a passagem do viaduto, da parte de baixo da ligação. Além de reformular a plataforma viária vai ser reformulada também a zona dos passeios que vão ter uns ligeiros muretes que serão aproveitados para proteger da queda das arribas, das pedras, que vão ficar ali alojadas protegendo todos os peões e os veículos que possam passar na Avenida, permitindo mais segurança”.

Manuel Jorge Valamatos dá conta de ainda ser requalificada “a qualquer momento” a bolsa de estacionamento junto à entrada do Hospital de Abrantes, que se encontra em terra batida, com a Junta de Freguesia de Abrantes e Alferrarede no âmbito dos contratos interadministrativos.

Para o presidente da Câmara, a requalificação da entrada/saída sul da cidade é uma obra “estruturante e decisiva” para a cidade e para o concelho, por se tratar de um nó rodoviário estratégico  que permite a ligação ao Vale da Fontinha, mas também na ligação às Barreiras do Tejo e Rossio ao Sul do Tejo, tendo ainda anunciado que em breve será realizada uma empreitada de requalificação da estrada de ligação Abrantes/Barreiras do Tejo (A Avenida do Paiol).

Relativamente à Avenida do Paiol o vereador Rui Santos lembrou que essa requalificação “também fazia parte do programa eleitoral do PSD em 2017. É do reconhecimento geral que o PSD há muitos anos vem defendendo esta requalificação. Já em 2013 no seu programa eleitoral fazia constar. E aquando das Grandes Opções do Plano do Município de Abrantes tivermos oportunidade de conversar os dois [Rui Santos e o presidente] e convergirmos que realmente era uma obra estruturante para o concelho” considerou.

Quanto à construção da Rotunda junto ao Hospital, o presidente explicou que a empreitada só avançará quando a atual situação de pandemia estiver estabilizada e resolvida, incluindo os constrangimentos socioeconómicos inerentes.

Mapa da intervenção da Rotundo junto ao Hospital em Abrantes (antes)

Mapa da intervenção da Rotundo junto ao Hospital em Abrantes (depois)

 

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).