Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Quinta-feira, Outubro 28, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Abrantes | Câmara aprova incentivo a posto de trabalho qualificado no Parque Tecnológico

A Câmara Municipal de Abrantes aprovou no dia 23 de fevereiro a candidatura apresentada pela empresa GM2E – Gestão e Manutenção de Equipamentos e Edifícios, Lda., para apoio a um posto de trabalho correspondente a licenciado em Planeamento Regional e Urbano, no âmbito do regulamento do Programa de Incentivo e Apoio à Criação de Emprego Qualificado para empresas instaladas no Parque Tecnológico do Vale do Tejo.

- Publicidade -

O apoio da Câmara à concretização deste posto de trabalho será no valor de 7.165,00 euros , durante 24 meses uma vez que, de acordo com o regulamento, este incentivo municipal traduz-se na atribuição de uma comparticipação financeira ao salário base mensal do posto de trabalho suportado pela empresa, por um prazo máximo de 2 anos por posto de trabalho apoiado (1º ano até ao limite de 500 euros e segundo ano até ao limite de 250 euros).

A GM2E está instalada no Parque Tecnológico do Vale do Tejo, em Alferrarede, desde 12 de março de 2020, onde tem sede instalada no Edifício INOV.POINT. Disponibiliza um serviço inovador de gestão e manutenção integrada de todos os equipamentos e infraestruturas em edifícios, garantindo uma exploração mais eficiente, com redução de custos e aumento da segurança e conforto para os utilizadores. Opera para o mercado nacional, sendo os principais clientes hotéis, centros de saúde, clínicas, piscinas e IPPS.

- Publicidade -

Segundo a autarquia, desde que entrou em vigor o Regulamento de Emprego Qualificado no Parque Tecnológico do Vale do Tejo, em 2017, a Câmara já apoiou 20 postos de trabalho, com valor total aprovado de cerca de 115 mil euros.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome