Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quinta-feira, Dezembro 2, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes | Câmara apoia Junta de Mouriscas na aquisição de viatura para transporte escolar

A Câmara de Abrantes aprovou em reunião de executivo uma despesa no montante de 15 mil euros para atribuição de um apoio à Junta de Freguesia de Mouriscas para aquisição de uma carrinha para transporte escolar.

- Publicidade -

Uma parte dos circuitos de transportes escolares é assegurada pelas Juntas de freguesia, através de contratos interadministrativos celebrados com a Câmara Municipal, permitindo uma maior proximidade entre as escolas e as famílias. Esse serviço é realizado através de carrinhas afetas às Juntas que têm um período limitado de utilização pelas crianças, de acordo com o disposto na lei.

Por esse motivo, a Câmara de Abrantes apoia financeiramente a substituição ou aquisição de novos veículos para assegurar este serviço. Uma estratégia articulada com os presidentes das Juntas de Freguesia, sendo que, nesse âmbito, já foram apoiadas as Juntas de Freguesia de Bemposta e de Tramagal.

- Publicidade -

Para o presidente da Câmara, Manuel Jorge Valamatos, essa estratégia “compromete-nos a colaborar para as melhores condições na continuidade à prestação de um serviço de qualidade e proximidade junto da comunidade escolar, contribuindo para a segurança e um maior bem-estar das crianças”.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome