Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Setembro 19, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes | Bispo D. Antonino Dias com mensagem de esperança em visita pastoral alerta para falta de padres e desertificação (c/vídeo)

Por ocasião da Visita Pastoral ao Arciprestado de Abrantes, que decorreu este ano entre janeiro e o dia 28 de julho, o Bispo da Diocese de Portalegre-Castelo Branco, D. Antonino Dias, visitou escolas, doentes, lares e associações, escutou e privou com as comunidades e as pessoas, e falou ao mediotejo.net sobre o envelhecimento populacional, a desertificação na região e a falta de padres.

- Publicidade -

O Bispo falou ainda da sua relação com as redes sociais, onde publica regularmente, do processo mal gerido para uma futura igreja na Encosta da Barata, em Abrantes, da necessidade de um Centro Pastoral na cidade, e da importância da recuperação da igreja de São João, entre outros assuntos.

Os casos judiciais do Cónego José da Graça não foram abordados (ao tempo da entrevista não era conhecida a sentença de cinco anos de pena suspensa ao padre de Abrantes, que entretanto recorreu da decisão) mas concluída a visita pastoral D. Antonino Dias anunciou a dispensa dos serviços do padre Zé da Graça, 76 anos de idade, 34 dos quais dedicados às paróquias de Abrantes.

- Publicidade -

Concluída a visita pastoral D. Antonino Dias anunciou a dispensa dos serviços do padre Zé da Graça, 76 anos de idade, 34 dos quais dedicados às paróquias de Abrantes. Foto: mediotejo.net

Em conferência de imprensa concedida aos jornalistas, decorria o mês de maio, em pleno centro histórico de Abrantes, o Bispo D. Antonino Dias relatou ao que vinha nesta visita pastoral ao Arciprestado de Abrantes, composto pelos municípios de Abrantes, Constância, Mação e Sardoal, e que se realiza de cinco em cinco anos.

A desertificação e o envelhecimento populacional e as dificuldades de recrutamento de padres para exercerem o sacerdócio foram alguns dos aspetos registados pelo religioso, que disse vir para a visita pastoral para “estar com as pessoas, com as comunidades, celebrar a fé, partilhar preocupações diocesanas, visitar doentes e instituições, e estimular” a comunidade.

A visita deste ano ao arciprestado de Abrantes começou no início de 2019 em Martinchel e terminou em Mação englobando visitas às paróquias, escolas, doentes, lares e associações. Foto: NA

“Há uma tristeza e amargura pela desertificação e as pessoas pedem que não as deixemos ficar sem párocos, e que não fiquem abandonadas. Eu vim trazer uma mensagem de esperança e alegria e que não se esqueçam que Deus as ama”, disse D. Antonino Dias.

A visita deste ano ao arciprestado de Abrantes começou no início de 2019 em Martinchel e terminou em Mação englobando visitas às paróquias, escolas, doentes, lares e associações. A próxima visita pastoral, a decorrer em 2020, será dedicada ao arciprestado de Ponte de Sor. A Diocese de Portalegre-Castelo Branco é composta pelos arciprestados de Abrantes, Castelo Branco, Sertã, Portalegre e Ponte de Sor.

Religioso visitou lares, escolas, centros de dia, autarquias e associações. Na foto de visita ao Regimento de Apoio Militar de Emergência de Abrantes. Foto: NA

O Arciprestado de Abrantes é composto pelas paróquias de Aboboreira, Abrantes – S. João Baptista, Abrantes – S. Vicente, Alcaravela, Aldeia do Mato, Alferrarede, Alvega, Amêndoa, Belver, Bemposta, Cardigos, Carvoeiro, Constância, Envendos, Fontes, Mação, Martinchel, Montalvo, Mouriscas, Ortiga, Pego, Penhascoso, Rio de Moinhos, Rossio ao Sul do Tejo, Santa Margarida da Coutada, Santiago de Montalegre, São Facundo, São Miguel do Rio Torto, Sardoal, Souto, Tramagal, Vale das Mós, e Valhascos.

Bispo D. Antonino Dias e Cónego José da Graça nas ruas de Abrantes. Foto: mediotejo.net

Justificando a “necessidade de dar resposta a algumas situações pastorais” a Diocese de Portalegre-Castelo Branco, anunciou esta semana algumas nomeações e dispensas, entre elas a do Cónego José da Graça, que é assim dispensado de Pároco das paróquias de S. Vicente e São João de Abrantes, de Capelão da Unidade Hospitalar de Abrantes do Centro Hospitalar do Médio Tejo e de Capelão da Cooperação dos Bombeiros Municipais de Abrantes.

Para o seu lugar foi nomeado o Padre António Martins Castanheira, que virá de Alcains para assumir a nomeação de Pároco de S. Vicente e S. João, Concelho e Arciprestado de Abrantes. A tomada de posse vai decorrer até ao fim do mês de setembro, segundo a Diocese.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome