- Publicidade -
Quarta-feira, Dezembro 8, 2021
- Publicidade -

Abrantes | Bemposta junta centenas de idosos na tradicional festa de Natal

A Junta de Freguesia de Bemposta, em colaboração com as associações locais, reuniu no tradicional almoço convívio da festa de Natal cerca de 300 idosos desta freguesia do concelho de Abrantes, momento considerado pela organização como “muito importante para os participantes, na medida em que permite um encontro e o convívio entre estas pessoas de toda a freguesia, muito dispersa” e a maior em área territorial do concelho.

- Publicidade -

Num espírito de confraternização natalício, proporcionados por mais de 40 voluntários de várias faixas etárias e com ligações às várias associações de Bemposta, o presidente da junta de freguesia destacou “o espírito de disponibilidade e participação de todos em prol dos seus antecedentes, independentemente da sua ligação, seja à igreja, ao desporto, ou a qualquer outro movimento”.

- Publicidade -

Segundo Manuel Alves (PS), este evento foi também aproveitado para “sensibilizar todos os presentes para a necessidade de todos estarmos atentos aos nossos deveres de cidadãos, quanto à limpeza absolutamente necessária dos terrenos, por forma a evitar tragédias do tipo das que aconteceram no nosso pais este ano com os fogos, bem como às boas práticas necessárias implementar quanto à poluição ambiental, nomeadamente no correto destino a dar aos nossos lixos”.

Nesse sentido foram expostas na sala várias frases e pequenos textos, mensagens escritas pelas crianças e alunos do Centro Escolar de Bemposta, que apelam às diversas atitudes que todos devemos tomar para preservar o planeta, na esperança de contribuir um pouco para mudar alguns “maus” hábitos.

A animação musical foi assegurada por um grupo de pessoas pertencente à vizinha freguesia de S. Facundo, que fez a receção aos participantes e brindou os convivas durante o repasto.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome