Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Sábado, Novembro 27, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes | Bandeira Verde Eco-Escolas hasteada na D. Miguel de Almeida

A Escola EB 2/3 D. Miguel de Almeida, em Abrantes, hasteou na sexta-feira a Bandeira Verde Eco-Escolas atribuída pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE) pelo trabalho de educação ambiental desenvolvido naquele estabelecimento de ensino.

- Publicidade -

No âmbito do projeto, os alunos do 8º e 9º ano da Escola D. Miguel de Almeida estiveram envolvidos na realização de trabalhos que culminaram na execução de uma pintura numa das sarjetas da escola que representa “a água da chuva que entra aqui e que vai parar ao rio e depois ao mar e que se for poluída vai afetar os diversos animais aqui representados”, conforme explicou na ocasião o aluno Martim, em representação de todos os estudantes, citado em nota de imprensa.

O vice-presidente da Câmara Municipal de Abrantes, João Gomes, presente na sessão, enalteceu o trabalho desenvolvido. “É muito importante a participação dos alunos nestas atividades ambientais, pois durante muitos anos não se deu importância ao ambiente e vocês são o nosso futuro e são vocês que têm o desafio de mudar as mentalidades e dar o exemplo”, afirmou, citado na mesma nota informativa.

- Publicidade -

No concelho de Abrantes, integram o projeto Eco-Escolas a EB 2/3 D. Miguel de Almeida, a Escola Secundária Dr. Solano de Abreu, a Escola EB 2/3 Octávio Duarte Ferreira, em Tramagal, e, este ano pela primeira vez, a Escola Superior de Tecnologia de Abrantes (ESTA).

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome