Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Novembro 28, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes | Jovens de Vale das Mós instalam baloiço panorâmico com o mote “este Vale, vale a pena”

Os jovens de Vale das Mós vão instalar um baloiço panorâmico na sua aldeia, naquela freguesia de Abrantes, iniciativa que conta com apoio municipal no montante de 1.383,00 euros. Na reunião de Câmara de 2 de novembro foi ratificado pelo órgão Executivo o despacho do presidente que aprovou tal apoio, correspondendo a 58% do custo do projeto. Manuel Jorge Valamatos justificou tratar-se de “um estímulo à dinâmica da comunidade”.

- Publicidade -

A Associação Juvenil Cem Rumos, formalizada no ano 2000, que mantém uma atividade regular para a dinâmica do tecido social da aldeia de Vale das Mós, explica que o projeto surgiu “com o objetivo de aplicar a verba angariada em iniciativas de animação, uma vez que, face à pandemia, pelo segundo ano consecutivo, não foi possível realizar os festejos anuais”.

Na verdade, a iniciativa partiu de “um grupo de jovens (independente de qualquer associação) que decidiu animar a aldeia aquele sábado que deveria ser de festa e, na verdade, acabou por ser”, explicou Cristiana Esteves ao nosso jornal.

- Publicidade -

“Saímos à rua pelas oito da manhã, com música, bolos e café que oferecemos à população. Em jeito de agradecimento foi-nos dado algum dinheiro. Com esse valor decidimos investir num baloiço panorâmico. Contámos com o apoio monetário da Câmara Municipal de Abrantes, que por intermédio da Associação Juvenil Cem Rumos, o fez chegar até nós e possibilitou a aquisição deste baloiço, que na verdade é um presente para a população e para quem visitar a nossa aldeia, pois poderá contemplá-la de uma perspetiva muito especial”, contou.

A vista do ‘Baloiço do Vale’ vem reforçar como “este vale, vale a pena”. A iniciativa foi assim apoiada pela população, pela Câmara Municipal de Abrantes, pela Associação Juvenil Cem Rumos e também apoiada pela União de Freguesias de S. Facundo e Vale das Mós, que irá proceder à instalação do baloiço. “O local onde irá ser colocado o baloiço, bem como o caminho a percorrer até lá chegar foram, generosamente, cedidos por dois habitantes da aldeia”, acrescentou.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome