PUB

Abrantes | Árvore de Natal solidária vai acolher donativos para o CRIA

A Árvore de Natal que o Centro de Recuperação e Integração de Abrantes (CRIA) vai colocar na quarta-feira na Praça Barão da Batalha, espaço cedido pelo Município de Abrantes e numa iniciativa conjunta com o Clube Rotário, terá como principais adornos CD’s que já não estão em utilização. A particularidade desta forma de embelezar a Árvore de Natal é que cada CD corresponderá a um donativo para a instituição.

PUB

Assim, os particulares e as empresas que queiram ajudar o CRIA dando um contributo monetário, podem fazê-lo através da conta bancária do Rotary Clube de Abrantes (RCA), com o IBAN PT50 0035 0003 0005 1134 5305 1 . Este clube abrantino associa-se à iniciativa do CRIA, ajudando-o na recolha dos fundos, mas também contribuindo com um donativo.

Quem entender ajudar o CRIA fazendo uma transferência receberá o comprovativo do donativo, deduzível em sede de IRS, ficando um CD da Árvore de Natal a simbolizar este gesto de solidariedade. Para tal, devem enviar o comprovativo da transferência para o email: rcanatalcria@gmail.com, indicando os elementos que devem constar no documento e o nome que pretendem que apareça no CD.

PUB

A inauguração da  Árvore de Natal referente ao Projecto “Árvore de Natal Solidária”, realizado de uma parceria entre o Município de Abrantes, o Centro de Recuperação e Integração de Abrantes e o Rotary Club de Abrantes, vai decorrer na próxima quarta-feira, dia 2 de dezembro, às 11:00, na Praça Barão da Batalha.

PUB

O CRIA é uma instituição que tem vindo a desempenhar um papel essencial na região, apoiando jovens e adultos com necessidades especiais, em diferentes valências, desde a formação profissional até ao acolhimento no lar residencial.

As verbas angariadas ao longo desta iniciativa ajudarão o CRIA a continuar a desenvolver os seus projetos sociais.

PUB
PUB
Paula Mourato
A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).