Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Sábado, Maio 8, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Abrantes | Armindo Silveira recandidata-se pelo BE à Câmara Municipal (C/ÁUDIO)

O Bloco de Esquerda recandidata Armindo Silveira à Câmara Municipal do Abrantes nas próximas eleições autárquicas. Esta foi uma escolha da Concelhia de Abrantes já ratificada pela Direção Distrital do Bloco de Esquerda.

- Publicidade -

Armindo Silveira tem 56 anos, é licenciado em Ciência Política e Administrativa pela Universidade Aberta. Membro da Assembleia Municipal de Abrantes entre 2013-2017 pelo Bloco de Esquerda, é porta-voz da Comissão Coordenadora Concelhia e presta apoio ao Grupo Parlamentar e às estruturas regionais.

Em declarações ao jornal mediotejo.net, Armindo Silveira explica que a recandidatura à Câmara Municipal nas eleições autárquicas de 2021 “surgiu como uma solução natural”, tendo o balanço sido “claramente positivo”.

- Publicidade -

Em comunicado, o Bloco de Esquerda justifica a escolha afirmando que “enquanto deputado municipal exerceu um constante escrutínio às opções políticas do executivo de maioria PS”. Com a sua eleição de vereador em 2017, “aprofundou esse escrutínio, tornando-se uma voz incómoda no executivo da Câmara Municipal de Abrantes”.

Durante o atual mandato, “a partir de certa altura percebemos que o mais importante não era fazer propostas, porque invariavelmente, salvo raras exceções, não eram acolhidas pelo executivo municipal”, disse Armindo Silveira. Portanto, empenhou-se em “dar voz aos problemas do dia a dia, dos cidadãos”.

ÁUDIO | ARMINDO SILVEIRA, CANDIDATO DO BE À CM ABRANTES:

O objetivo da candidatura passa, então, por “dar a voz aos cidadãos e cidadãs”, sendo “mais um compromisso que se renova”.

Contudo, no próximo mandato o BE quer ser mais ambicioso, e o candidato garante que brevemente serão anunciadas as linhas de ação, quer para o concelho quer para as freguesias.

Áreas como os cuidados primários de saúde, o ambiente, a floresta, a segurança rodoviária, a reabilitação urbana, a defesa do espaço e dos serviços públicos, “são apenas algumas ‘notas’ do seu intenso trabalho político e de cidadania sempre em consonância com o Bloco Esquerda de Abrantes”, lê-se no mesmo comunicado.

Relativamente aos eleitos, nomeadamente para as freguesias, Armindo Silveira sublinhou que o BE quer que “as pessoas tenham noção que foram eleitas para representar o povo e cada estrutura autárquica, cada órgão, existe porque está [previsto] na Constituição. E não existe qualquer subserviência em relação ao órgão, seja ele a nível administrativo, superior ou inferior (…). Queremos honrar aquilo que é a junta de freguesia, a assembleia municipal e a câmara mas a relação tem de ser de cooperação e não de subserviência”, afirmou.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

COMENTÁRIOS

Please enter your comment!
O seu nome