Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

ABRANTES: Arderam 200 hectares em 80 incêndios florestais em 2015

A presidente da Câmara de Abrantes disse hoje que, entre 01 de janeiro e 30 de setembro, se registaram no concelho 80 incêndios, que consumiram uma área superior a 200 hectares.

- Publicidade -

Num balanço efetuado à forma como decorreu a reposta do dispositivo à época de incêndios, Maria do Céu Albuquerque considerou ter existido uma boa resposta dos meios (internos e externos) disponíveis no terreno, tendo destacado que a freguesia urbana de Abrantes/Alferrarede é a que apresenta maior número de incêndios ocorridos, seguida de Mouriscas, Martinchel, Alvega e Concavada.

Na reunião realizada no quartel dos Bombeiros de Abrantes, estiveram presente as diversas entidades* diretamente envolvidas no sistema de Defesa da Floresta Contra Incêndios, tendo cada uma apresentado o seu balanço à forma como decorreu a reposta do dispositivo à época de incêndios.

- Publicidade -

A freguesia de Martinchel foi a que registou maior área ardida, por força da ocorrência do incêndio que começou no concelho de Tomar (em julho) tendo atingido  territórios dos concelhos da Barquinha, Constância e Abrantes. Seguem-se as freguesias de São Facundo e Vale das Mós, Alvega e Concavada e Abrantes e Alferrarede.

No comparativo com os períodos homólogos de 2013 e 2014, conclui-se ter havido um aumento significativo do nº de incêndios e de área ardida. Verificou-se também o aumento de ocorrências por ignições. O aumento do nº de incêndios e de área ardida está em linha com os números verificados ao nível do Distrito de Santarém.

Foi também feito um balanço à época mais crítica (vulgarmente conhecida por fase “Charlie”), tendo-se concluído que se verificou ter havido uma boa resposta dos meios (internos e externos) disponíveis no terreno e tendo sido salientada a importância dos grupos de primeira intervenção no ataque ao incêndio e a redução do tempo de chegada dos meios ao teatro de operações.

A presidente da Câmara, Maria do Céu Albuquerque, anunciou que Abrantes está a trabalhar numa candidatura a submeter a financiamento comunitário relativamente a medidas de estabilização de emergência na área percorrida pelo grande incêndio que atingiu a freguesia de Martinchel em julho passado. Dessas medidas, constam trabalhos de recuperação em caminhos, taludes e linhas de água das áreas mais afetadas por esse incêndio.

Informou também que foi apresentada em novembro de 2014 uma candidatura ao PRODER, agora encaminhada para o novo Plano de Desenvolvimento Rural (PDR), para a realização de ações de defesa da floresta e criação de faixas de proteção contra incêndios. Também está a ser preparado um projeto para intervenção em terrenos abandonados, no âmbito do Plano de Urbanização de Abrantes.

*Presidente da Câmara Municipal de Abrantes

Comandante CODIS

Comandante Operacional Municipal

Serviço Municipal de Proteção Civil

Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Abrantes

Polícia de Segurança Publica de Abrantes

Guarda Nacional Republicana

Associação de Agricultores de Abrantes, Constância, Sardoal e Mação – Sapadores Florestais

Regimento de Apoio Militar de Emergência

AFOCELCA – Portucel

Gestiverde (ZIF de Aldeia do Mato)

Presidentes das Juntas de Freguesia

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here