- Publicidade -

Segunda-feira, Dezembro 6, 2021
- Publicidade -

Abrantes acolhe durante três dias festival de filosofia ‘Cidade e Arte’

A interação entre a “Cidade e a Arte” é o tema central do Festival de Filosofia de Abrantes, evento que decorre de 18 a 20 de novembro, regressando este ano ao modelo presencial, sendo organizado pela Câmara Municipal com o alto patrocínio do Presidente da República.

- Publicidade -

Durante três dias, pensadores, académicos, artistas e investigadores nacionais vão pensar e debater de forma aberta o papel da arte, nas suas múltiplas disciplinas, na tensão dialética entre a sua realidade e o contexto social. O Festival, cujos painéis decorrem no Edifício Pirâmide, abre esta quinta, dia 18, com uma intervenção do presidente da Câmara Municipal, Manuel Jorge Valamatos.

Entre os nomes presentes no festival vão estar o historiador de arte e curador da Coleção de Arte Contemporânea do Estado Português, David Santos, a escritora e romancista Dulce Maria Cardoso, o filósofo Nelson de Carvalho, o comissário do Plano Nacional das Artes, ensaísta e curador Paulo Pires do Vale, a diretora do Museu Nacional de Arte Contemporânea – Museu do Chiado, Emília Ferreira, entre outros.

- Publicidade -

O programa do festival integra painéis que, a partir do tema central, abordarão várias temáticas: arte, política e sociedade; literatura, artes e transformação do mundo; arte, educação e compromisso comunitário; cuidar, expor e emocionar: a arte e os museus; filosofia e arte da paisagem e do jardim.

Haverá ainda lugar para uma comunicação livre que abordará a ideia de cultura e de arte como expulsão e hospitalidade e uma conferência com jovens filósofos.

A par dos painéis, o programa inclui a realização de sessões de filosofia para crianças das escolas, com Joana Rita Sousa, filósofa e mestre em filosofia para crianças, na Biblioteca Municipal António Boto, onde está a decorrer uma feira do livro de filosofia.

O festival encerra com o espetáculo de poesia “Para atravessar contigo o deserto do mundo”, com Pedro Lamares e Lúcia Moniz, a realizar na Biblioteca Municipal António Botto.

Trata-se de uma performance feita a partir da amizade e cartas trocadas entre Sophia de Mello Breyner Andresen e Jorge de Sena.

A entrada para as conferências é livre em todos os painéis e não carece de inscrição prévia.

FESTIVAL DE FILOSOFIA DE ABRANTES

4ª EDIÇÃO

A cidade e a arte

18 a 20 de novembro de 2021

PROGRAMA

Quinta-feira DIA MUNDIAL DA FILOSOFIA
18.novembro.2021
Edifício Pirâmide

14h30 – Cerimónia de abertura pelo Presidente da Câmara Municipal de Abrantes, Manuel Jorge Valamatos.

Comunicação inaugural
A arte, as coleções e as cidades
Orador: David Santos – Historiador de arte e curador da Coleção de Arte Contemporânea do Estado Português.

15h00 – Conferência com jovens filósofos
Moderação: Patrícia Seixas.

17h30 – Arte, política e sociedade
Oradores:
António Cerveira Pinto – Artista, Curador e Crítico de arte;
Nelson de Carvalho – Filósofo, membro do Clube de Filosofia de Abrantes;
Pedro Neves – Licenciado em Engenharia de Minas, é Professor convidado da ESAI onde leciona Cidades do Futuro, e coordena o MBA em Requalificação Urbana;

Moderação: Cláudia Nascimento.

21h30 – Literatura, artes e transformação do mundo
Oradores:
Dulce Maria Cardoso – Escritora e Romancista;
Cláudia Lucas Chéu – Atriz, Poeta, Novelista, Contista, Dramaturga e Argumentista;
Rui Horta – Coreógrafo, impulsionador de uma nova geração de bailarinos e coreógrafos portugueses;
Manuel João Vieira – Músico, Artista Plástico, Ator, Curador e Candidato presidencial;
Miguel Serras Pereira – Escritor, Poeta, Tradutor (Grande Prémio de Tradução do PEN Clube Português pela tradução de Dom Quixote de La Mancha -2006);

Moderação: Francisco Lopes.

Sexta-feira
19.novembro.2021
Edifício Pirâmide

17h30 – Arte, educação e compromisso comunitário

Oradores:

Paulo Pires do Vale – Comissário do Plano Nacional das Artes, Ensaísta e Curador;
Marta Martins – Gestora cultural e Diretora Executiva da Artemrede;
Emília Ferreira – Diretora do Museu Nacional de Arte Contemporânea – Museu do Chiado;

Moderação: José António Almeida.

21h30 – Cuidar, expor e emocionar: a arte e os museus
Luiz Oosterbeek – Professor Coordenador do Instituto Politécnico de Tomar, Presidente do Conselho Internacional de Filosofia e Ciências Humanas, Diretor do Museu de Mação;
Luís Raposo – Arqueólogo, Presidente do ICOM Europa;
João Silvério – Mestre em Estudos Curatoriais, Curador associado da coleção de arte contemporânea da Fundação PLMJ, Curador e tutor no projeto RAMA Residências para Artistas (Maceira);

Moderação: Margarida Moleiro.

Sábado
20.novembro.2021
Edifício Pirâmide

10h00 – Filosofia e arte da paisagem e do jardim
Oradores:
Adriana Veríssimo Serrão – Professora no Departamento de Filosofia da Universidade de Lisboa;
Mário Fortes – Licenciado em Arquitetura Paisagista, Investigador;
Comunicação livre
A ideia de cultura e de arte como expulsão e hospitalidade
Orador:
José Eduardo Franco – Historiador, Professor catedrático, Membro da Academia Portuguesa da História;

Moderação: José Manuel Heleno.

15h30 – Arte, urbanismo e transformação social
Oradores:
Carlos Dias Coelho – Presidente da Faculdade de Arquitetura de Lisboa;
Álvaro Domingues – Geógrafo, Investigador;
Fernando António Batista Pereira – Historiador de arte e Museólogo, Presidente da Faculdade das Belas-Artes;
Sofia Marques de Aguiar – Arquiteta e Artista plástica;

Moderação: Jorge Costa.

18h00 – Arte, cultura, território e comunicação
Oradores:
Carlos Coelho – Especialista em desenvolvimento de marcas;
José Maçãs de Carvalho – Artista Plástico e Professor universitário;
Sofia Nunes – Crítica de arte e Professora universitária;
João Dias – Artista visual, Fundador e Diretor-Artístico da Saguão – Galeria Experimental (Viseu);
Marta Aguiar – Autora de projetos e obras de arquitetura, design e transformação territorial;

Moderação: José Carlos Vasconcelos

21h30 – Para atravessar contigo o deserto do mundo
Espetáculo de poesia com Pedro Lamares e Lúcia Moniz
(Caminhos Literários)
Na Biblioteca Municipal António Botto

Em paralelo:
16 a 20 de novembro

FEIRA DO LIVRO DE FILOSOFIA
Biblioteca Municipal António Botto e Edifício Pirâmide

FILOSOFIA COM CRIANÇAS
Com Joana Rita Sousa, Filósofa e mestre em filosofia para crianças
Biblioteca Municipal António Botto, com as escolas do concelho

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome