- Publicidade -

Abrantes | Abertas inscrições para 52 bolsas de estudo do ensino superior

Até 31 de julho os estudantes residentes no concelho de Abrantes que estejam a frequentar o ensino superior (início ou prosseguimento dos estudos) e cujas famílias se encontrem em situação de dificuldade económica, podem candidatar-se à bolsa de estudo respeitante ao ano letivo de 2020-2021. Este ano há 52 bolsas a atribuir pela Câmara Municipal e Rotary Club de Abrantes.

- Publicidade -

O regulamento e formulários de candidatura, podem ser consultados na página de internet da Fundação Rotária Portuguesa (http://www.rotaryportugal.pt/2017-2018/fundacao/index.html), aconselhando-se a sua leitura na área bolseiros. Os formulários estão também disponíveis no Serviço de Educação e Ação Social da Câmara Municipal de Abrantes, na Rua Manuel Constâncio.

O objetivo da atribuição destas bolsas é incentivar e proporcionar condições de igualdade de acesso à formação superior a jovens residentes no concelho que, devido a dificuldades económicas por parte das famílias, possam ter dificuldade em prosseguir os seus estudos.

- Publicidade -

Recordamos que a atribuição destas bolsas de estudo resulta de um protocolo de parceria entre a Câmara, o Rotary Club de Abrantes e a Fundação Rotária Portuguesa.

Os serviços municipais recebem as candidaturas, enquanto o Rotary Club de Abrantes as analisa de acordo com indicadores como o rendimento familiar “per capita” e o mérito escolar, distribuindo as bolsas segundo a lista obtida.

A Câmara Municipal assegura financeiramente 30 bolsas. Já o clube rotário local patrocina, através de empresas e particulares, mais 22.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).