Domingo, Fevereiro 28, 2021
- Publicidade -

Abrantes: A festa continua este fim-de-semana na Aldeia das Casas Baixas (Pego)

A Aldeia das Casas Baixas entrou em festa no passado dia 5 de agosto por lá passaram artistas como os Virgem Suta, Salomé Silveira&Band, Paulo Figueiredo, Toc&Foge e Carlos Catarino. Este fim-de-semana os tradicionais festejos em honra de Nossa Senhora do Rosário estão de volta ao Pego com mais três concertos, uma sessão de after-hours, um festival de folclore e fogo de artifício.

- Publicidade -

A semana ajudou a recuperar dos primeiros três dias da festa que é retomada este sábado na Aldeia das Casas Baixas com o concerto dos F&M, às 22h00, o 38º Festival de Folclore, às 22h30, e o regresso do DJ Di Rosato, às 3h00.

Nesta edição do festival o Rancho Folclórico da Casa do Povo do Pego recebe o Rancho Folclórico Os Camponeses de Riachos (Torres Novas), o Rancho Folclórico e Etnográfico de Alviobeira (Tomar) e o Rancho Folclórico da Landeira (Vendas Novas).

- Publicidade -

No último dia, domingo, a música chega ao palco às 22h00 pelos Toc’Abrir e meia-hora mais tarde com os Morango Tango. O Pego despede-se das festas em honra de Nossa Senhora do Rosário à 1h00 com fogo-de-artifício.

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).