- Publicidade -

Sábado, Dezembro 4, 2021
- Publicidade -

Abrantes: A doce herança do país está na Feira Nacional de Doçaria Tradicional (c/VIDEO)

Abrantes acaba de ficar mais doce, algo que se vai prolongar pelo fim-de-semana fora. No Mercado Criativo estão presentes 30 doceiros dispostos a atendê-lo e, melhor ainda, a servir-lhe pedaços de céu, carregadinhos de açúcar, para alegrar o seu paladar. As montras estão recheadas de doces tradicionais de cada região, incluindo as ilhas da Madeira e dos Açores. Todos os caminhos vão dar a Abrantes, que é por estes dias, um lugar central no monopólio das receitas tradicionais que fazem parte do património cultural e identitário do nosso país, receitas essas que perduram ao longo de décadas de História.

- Publicidade -

A conventualidade, chamemos-lhe assim, é base de praticamente todas as iguarias expostas nas vitrinas. O doce de ovos, os fios de ovos, o creme de ovos, ou simplesmente, os ovos na base juntamente com a farinha ou somente com o açúcar…

Uma questão de tradição e cultura, que remonta aos anos em que nos mosteiros e conventos se aguçava a arte da doçaria pelas mãos das freiras e frades.

- Publicidade -

Neste certame não falham os doces típicos de Évora, Reguengos de Monsaraz, Alcobaça, Sertã, Aveiro, Amarante, Vila Real, Caldas da Rainha, Madeira e Açores, e claro está, Abrantes.

O concelho está bem representado com mostra dos típicos doces a que os nossos paladares estão habituados e tão bem conhecem (Se não conhece, tem aqui a oportunidade perfeita para inverter a situação).

A palha de Abrantes, que este ano é rainha e começa por embelezar logo à entrada as fachadas do antigo mercado diário, continuando a ser o ex-libris em mais uma edição do certame.

Juntamos ainda ao menu as tigeladas, os mulatos, as castanhas doces e as limas, doces que marcam a doce herança do concelho.

collageInovação pode ser sinónimo de tradição: o Gelado de Palha de Abrantes

Mas como é necessária proatividade na preservação da tradição e da receita, há que apostas em produtos inovadores, seguindo a nova era do turismo, conforme mencionaram os responsáveis pelas Entidades Regionais de Turismo do Centro e do Alentejo/Ribatejo aquando da assinatura do protocolo da Carta Gastronómica do Ribatejo.

Neste sentido, e de modo a conquistar novos públicos, o Chef Fernando Correia da Pastelaria Tágide, natural de Abrantes e premiado nacional e internacionalmente, fez durante a sua demonstração ao vivo, a apresentação do novo gelado de palha de Abrantes. Uma receita que foi experimentada ontem, durante a inauguração do certame e que agradou a quem provou.

O gelado tem por base amêndoa, baunilha e natas, os ovos-moles e um pouco de canela. A receita será lançada em breve, segundo o Chef.

Ficou com água na boca? Era isso mesmo que pretendíamos! Já sabe… É só seguir as placas, faça-se à estrada, e vá provar a doçaria típica, acrescentado doçura a este fim-de-semana, com a companhia da família e amigos, que se espera solarengo e quentinho.

 

Espreite a nossa fotogaleria:

 

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome