Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Julho 25, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

A Voz aos Autarcas: Jorge Faria, Entroncamento

Entroncamento, uma cidade de Abril

- Publicidade -

Estamos a comemorar mais um aniversário do 25 de Abril e por isso a minha crónica não podia deixar de refletir este marco fundamental da nossa vida coletiva.

Abril de 74 trouxe-nos os três Ds (descolonização, democratização e desenvolvimento), mas trouxe-nos mais do que isso.

- Publicidade -

Abril deu-nos a voz para afirmar que a liberdade, a igualdade e a fraternidade são marcas sociais pelas quais valeu e vale a pena lutar.

Foi Abril e o seu sistema democrático que nos permitiu ter um ensino para todos, uma escola pública que a todos dê resposta.

Fo Abril e o estado democrático que permitiu a generalização da segurança social e do sistema de pensões.

Foi Abril que permitiu um sistema de representatividade local e nacional legitimado pelo voto popular.

Foi ainda Abril que permitiu um serviço nacional de saúde universal que não deixe ninguém sem o tratamento de que necessita.

Um serviço nacional de saúde que permitiu melhorar significativamente os indicadores de saúde dos portugueses.

Estas são algumas das marcas do nosso sistema democrático e livre que o tempo não teve força para apagar e que a vontade popular deseja aprofundar.

A verdade é que ao longo dos últimos 42 anos, Portugal e os portugueses conseguiram consolidar, de forma pacífica, e relativamente calma uma jovem democracia e fazê-la evoluir para um sistema maduro. Um sistema do qual nos devemos orgulhar.

Os equilíbrios sociais alcançados, na nossa democracia e, o progresso que se conseguiu num curto espaço de tempo foi significativo, mas a construção social, a perpétua construção social, não se faz sem ameaças e sem dificuldades.

Uma das grandes ameaças que pairam sobre a sociedade portuguesa é a da ausência de participação, que sendo transversal aos vários níveis etários, assume especial preocupação nas camadas mais jovens, pois são estes que se devem constituir como os motores da consolidação futura das conquistas de Abril.

Todos temos o dever de não deixar que as dificuldades do momento coloquem em causa o estado de direito que construímos. Com Abril ganhámos liberdades, mas também acentuámos os nossos deveres.

Um ano depois de os capitães terem desencadeado o movimento que conduziu ao fim do regime autocrático de 48 anos e restituiu a liberdade e a democracia a Portugal, o povo português teve a oportunidade de votar. As primeiras eleições democráticas ocorreram em abril de 1975.

Para muitos portugueses era a sua primeira vez. Os portugueses aderiram em massa: 92% de votantes, um recorde de participação no mundo ocidental.

Foi a primeira vez que o direito de voto se tornou universal em Portugal. A primeira vez que todas as pessoas independentemente do sexo, crença ou estatuto social puderam exercer o seu direito de voto. Foi apenas há 41 anos!

Os avanços e recuos, sucessos e desilusões, da nossa construção democrática, retiraram o entusiasmo às pessoas e geraram alguma desilusão, sobretudo às novas gerações.

A abstenção tem sido, nos últimos atos eleitorais, superior a 40 por cento.

Mas até essa liberdade de opção, de poder exercer ou não o nosso direito, a devemos aos capitães de Abril.

Numa sociedade democrática, se devemos usufruir dos nossos direitos, devemos igualmente assumir os nossos deveres.

A melhor forma de honrar Abril e aqueles que ousaram lutar pela liberdade é a de participarmos ativamente na nossa sociedade ao nível das instituições locais, nacionais ou de qualquer outra natureza.

No Entroncamento, uma cidade de pessoas solidárias, procuramos diariamente honrar Abril e todos quantos ousaram lutar contra a ditadura e que com o seu esforço contribuíram para que nos fosse devolvida a liberdade.

No Entroncamento, como forma de manter vivo o espírito de Abril, procuramos consolidar diariamente uma cidade em qua as pessoas contam, uma cidade para as pessoas.

Viva o 25 de Abril.

Presidente da Câmara Municipal do Entroncamento

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here