Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Julho 30, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

A Vila Convívio e os grupos onomásticos de Tramagal (C/VIDEO)

Tramagal assinala 30 anos de elevação à condição de vila e outros tantos com a designação de Vila Convívio, por força da animação e encontros de sociabilização dos mais diversos grupos onomásticos, dos Josés aos Antónios, dos Joões às Marias, dos Joaquins aos Josés, dos Ruis aos Manuéis, entre tantos outros.

- Publicidade -

Este ano, cerca de 40 Marias de Tramagal assinalaram no dia 1 de maio, dia da Mãe e das Marias, o seu 28º almoço convívio.

Marias1
Equipa organizadora do almoço convívio das ‘Marias’ 2016, grupo onomástico que convive há 28 anos consecutivos. Foto: mediotejo.net

- Publicidade -

Os Joões, (este ano pouco mais de duas dezenas marcaram presença), assinalaram o seu 46º convívio consecutivo, sendo o mais antigo grupo onomástico de Tramagal a iniciar este tipo de encontros que chegou a reunir mais de 200 Joões, “noutros tempos”, relataram ao mediotejo.net dois dos organizadores, João Brunheta e João Caroço.

JOAO_79
O grupo onomástico ‘Os Joões’ reúne há 46 anos consecutivos e chegou a juntar mais de 200 Joões em convívio no Tramagal. Foto: DR

A dinâmica não é a mesma de outrora e a idade dos participantes é mais avançada, como confirmaram ao mediotejo empresários da restauração de Tramagal, e os próprios organizadores e tramagalenses que participam nos convívios. Fomos conhecer por dentro como se vive atualmente o espírito da Vila Convívio, onde, apesar de se viver uma época de menor fulgor, continuam-se a encontrar motivos para se conviver e socializar.

Joao1
O grupo onomástico ‘Os Joões’ reúne há 46 anos consecutivos sendo um dos pioneiros destes encontros na Vila Convívio. Foto: mediotejo.net

O relato é feito pelos empresários José Rosa Granja e Jorge Rei, que há quase 4 décadas servem os grupos onomásticos e trabalham no setor da restauração em Tramagal, por Manuel Tomás, o ‘pai’ da designação de Tramagal – Vila Convívio, e por alguns dos mais idosos e fervorosos adeptos desta característica tramagalense, como Maria Oliveira, de 92 anos, ou João Dias Amaro, com 94 anos.

Maria3
Maria Oliveira tem 92 anos e não falta a um almoço convívio das ‘Marias’. “É pena que a malta nova não ponha os olhos em nós e participe mais nestas coisas”. Foto: mediotejo.net

Foi Manuel Tomás, hoje com 82 anos, quem batizou Tramagal como a “Vila Convívio” do Ribatejo, já lá vão 30 anos, e na sequência dos inúmeros almoços convívio organizados pelos mais diversos grupos onomásticos.

Marias2
A boa disposição é uma constante nos almoços convívio em Tramagal, reunindo diversas gerações nos encontros promovidos pelos diversos grupos onomásticos. Foto: mediotejo.net

E até quem tinha um nome menos vulgar não tinha motivo para ficar de fora porque depressa se encontrou uma solução para as Carlotas e Perpétuas, e para os Aurélios e afins: juntaram-se nos almoços convívios dos nomes ‘Diversos” e “Diversas”, isto sem contar com os almoços convívio das inspeções militares ou das amizades forjadas pelos membros das equipas que representaram o Tramagal Sport União (TSU).

João2
João Dias Amaro tem 94 anos e, apesar da sua idade, não falta a um almoço convívio dos ‘Joões’. “Já fomos mais de duzentos, hoje somos pouco mais de meia dúzia. É uma pena não participarem mais nestas coisas”, lamenta. Foto: mediotejo.net

Manuel Tomás, jornalista à época, colaborava com o jornal Abarca e com as rádios Tágide e Ral, e deu-se conta das inúmeras notícias que elaborava sobre os convívios que se realizavam em Tramagal. “Se Abrantes era a Cidade Florida e Constância a Vila Poema, porque não Tramagal ser conhecida como a Vila Convívio?”, lembra hoje ao mediotejo.net.

Manuel
Foi o jornalista Manuel Tomás, hoje com 82 anos, quem ‘batizou’ Tramagal como sendo a “Vila Convívio” do Ribatejo. Foto: mediotejo.net

A ideia saiu plasmada num artigo publicado no jornal Abarca, de Tramagal, e desde aí até hoje Tramagal passou a ser conhecida por Vila Convívio do Ribatejo, apesar dos tempos não apagarem a história e a localidade continuar a ser designada por Vila Metalúrgica.

“A ideia pegou porque em Tramagal as pessoas gostam muito de conviver e existem numerosos grupos que todos os anos fazem o seu convívio, apesar de ter menos gente e ser uma localidade menos pujante do que era há 30 anos.

Mas a tradição mantém-se, depois de todos estes anos, e até os Manuéis, que são cada vez menos, continuam a conviver. Se aparecer só um Manuel ao encontro, não dá. Mas, se aparecerem dois Manuéis, aí o almoço convívio é mais do que certo”, brindou.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome