Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Terça-feira, Setembro 21, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

A poesia de Rui Lopes e o vulcão que inebriou o Tramagal

A Sociedade Artística Tramagalense (SAT) recebeu no sábado, dia 29 de outubro, uma “Sinfonia em Palavras” de Rui Amaral Lopes, filho da terra abraçado pelos seus numa tarde de sentimentos, cultura, música, poesia, força de viver e amor pelo próximo. Sentimentos plasmados num livro de poesia qual “vulcão de afetos” lançado ao vivo na coletividade Catedral da Cultura do Tramagal.

- Publicidade -

Perante uma plateia ‘cúmplice’ e disponível para abraçar a ‘ferocidade sentimental’ emanada por Rui Lopes, a poesia saiu à rua de braço dado com a música de José Afonso, pela guitarra e voz de José Silva,  e pela sublime declamação de poemas por Mariete Lisboa Guerra.

A vida que forjou o poeta natural do Tramagal deu luz ao seu primeiro livro de poesia inspirado no que disse ser a “simbiose entre a música e as palavras, que se tocam num “universo de sentir” e onde se põe a nu, mostrando ao público, sem pudores, todos os sentimentos” que carrega em si”, qual vulcão em ebulição.

- Publicidade -

A vereadora da Cultura da Câmara de Abrantes, Celeste Simão, e o presidente da junta de Tramagal, Vitor Hugo, marcaram presença na sessão de lançamento do livro de Rui Lopes. Foto: DR
A vereadora da Cultura da Câmara de Abrantes, Celeste Simão, e o presidente da junta de Tramagal, Vitor Hugo, marcaram presença na sessão de lançamento do livro de Rui Lopes. Foto: DR

“Foi um momento”, considerou, “que extravasou as melhores expetativas. Estou sem palavras. Este momento, este carinho, foi um abraço dado a este filho da terra pelas gentes do Tramagal e dos meus amigos de infância. E o quanto agradeço este precioso abraço”, referiu, não sem antes dar conta que a força do vulcão que em si encerra “vai gerar novos livros” de poesia e amor.

Música e palavras que fazem parte da vida de Rui Lopes, tramagalense com um percurso de cinco décadas que inclui a frequência académica em Direito, no Porto, a carreira de militar na Força Aérea e no Exército (Arma de Infantaria) um Prémio Internacional de Turismo em Madrid, e a ligação profissional à área da exportação/importação.

Rui Amaral Lopes regressou à terra natal para lançar o seu primeiro livro de poesia. Foto: mediotejo.net
Rui Amaral Lopes regressou à terra natal para lançar o seu primeiro livro de poesia. Foto: mediotejo.net

‘Sinfonia em Palavras’ está disponível em Tramagal, na junta de freguesia local e na Casa Samax, na FNAC, livrarias Bertrand e no site da WOOK.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome