Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Outubro 16, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

“A pausa que se requer em ano de autárquicas”, por Hugo Costa

Faço uma pausa neste encontro esporádico com os leitores deste jornal, por proposta da direção editorial do mediotejo.net com a qual concordo, uma vez que serei candidato pelo Partido Socialista (PS) à Assembleia Municipal de Tomar, concelho de onde sou natural. A ética assim o exige e, dessa forma, a minha colaboração nestas crónicas, nem sempre tão regular como gostaria, será suspensa até depois das próximas eleições autárquicas, que constituem sempre um momento muito importante em democracia. O poder local é o poder mais próximo dos cidadãos e este é o momento de escolher quem irá governar cada território numa política de enorme proximidade.  

- Publicidade -

A assembleia municipal é o órgão da democracia por excelência em cada concelho, é o órgão onde mais grupos políticos estão representados e é o órgão de fiscalização da câmara, onde são debatidos os principais documentos. Considero que temos de encontrar formas de nos aproximar dos cidadãos ou através de assembleias temáticas ou de sessões descentralizadas. 

Há 16 anos como deputado municipal, considero que a assembleia municipal deve ser também um lugar de consensos, um cenário tangível, dado que em vários documentos e regulamentos sempre foi possível encontrar consensos quando os mesmos foram necessários. Para além de ponto de consenso, a assembleia deve permitir pontes políticas entre as diversas forças partidárias.

- Publicidade -

Pelo exposto, quem se candidata à presidência deste órgão tem que ter a capacidade de criar consensos, de modo a que o debate decorra de uma forma justa e correta. É um desafio a que me proponho, não querendo deixar de evidenciar o trabalho de elevação do Professor José Pereira, que nos últimos 8 anos liderou os trabalhos da Assembleia Municipal de Tomar. É essa postura e dedicação que quero honrar.

Pela nossa parte, podem contar com uma campanha com elevação, respeito e regida por ideias construtivas. Como Presidente da Distrital, tudo farei para que o PS venha a ter as melhores pessoas e projetos em cada um dos 21 concelhos. Vamos ao trabalho.

NOTÍCIA RELACIONADA

Editorial | Direção do jornal decide suspender opinião política até às eleições autárquicas

 

Deputado na Assembleia da República e membro das Comissões de Economia, Inovação e Obras Públicas e Habitação, é também membro da Comissão de Orçamento e Finanças. Diz adorar o Ribatejo e o nosso país. Defende uma política de proximidade junto dos cidadãos. Tem 36 anos, é de Tomar e licenciou-se em Economia pelo ISEG. É membro da Assembleia Municipal de Tomar e da Assembleia da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo. Tem como temas de interesse a economia, a energia, os transportes, o ambiente e os fundos comunitários.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome