- Publicidade -

À Mesa | Do tacho ao prato #3 – Bolo de frutas

Sejam bem vindos à minha cozinha virtual. Gosto de experimentar sabores e brincar com o palato. Sou flexitariana num processo em constante evolução. Não sou chef, sou “apenas” cozinheira e gosto de desafios. Aqui partilho convosco receitas, dicas e a minha paixão pelos tachos.

- Publicidade -

***

A receita
Um bolo básico que se aprenderá desde que se começa a fazer bolos é o simples 4X4.
O nome não deixa grande margem para invenções – desmistifica logo os ingredientes: as proporções do açúcar, farinha, manteiga e ovos são iguais. Fica fácil de memorizar para “aquele” momento em que não temos nenhuma receita à mão e queremos qualquer coisa doce para o chá.

- Publicidade -

Bolo 4X4

  • 4 ovos
  • 200g açúcar
  • 200g farinha
  • 200g manteiga derretida
  • 1 pitada de sal
  • 15g fermento

Misturar os “secos” numa taça e os “molhados” noutra.
Juntar os molhados aos secos e envolver (não bater).
Levar ao forno pré aquecido a 180º por 35/40 minutos numa forma barrada com manteiga e polvilhada com farinha.

Até aqui está tudo bem. Depois, queremos juntar frutas e aqui começam os problemas. Como equilibrar a quantidade de líquidos e de secos por forma a não deixar o bolo mal cozido, ou húmido em demasia. Depois vamos querer continuar a complicar: diminuir ou substituir o açúcar por agave, substituir a farinha de trigo para adequar o bolo a celíacos e… trocar o ovo para que o bolo possa ser consumido por veganos. Só complicações (ou não!) Deixo-vos algumas dicas e uma tabela de equivalências para poderem trocar o ovo. Existem muitas pela internet, se fizerem uma pesquisa – esta é a minha já devidamente testada. A mais comum no VAL é a que utiliza linhaça.

A receita de hoje é precisamente uma evolução da 4X4. Podem utilizar a fruta que mais gostem, seja natural ou de lata, da época ou congelada. Aqui, foi utilizado pêssego em calda.

Preparação
Hidratar duas colheres de sopa de linhaça: três colheres de sopa de água por cada colher de sopa de linhaça;
Ligar o forno e barrar a forma escolhida com manteiga e farinha ou desmoldante.
Reservar uns pedaços maiores da fruta escolhida para colocar no fundo da forma e a restante pode picar finamente e juntar aos ingredientes líquidos ou cortar grosseiramente e depois colocar aleatoriamente na forma depois de verter o preparado.
Misturar bem todos os ingredientes secos.
Numa taça à parte misturar os ingredientes líquidos e juntar ao preparado de secos.
Se a mistura estiver muito sólida, acrescentar um pouco da calda, apenas o suficiente para a mistura fluir da taça.
Envolver tudo e colocar na forma.
Levar ao forno pré-aquecido a 140º por 35 a 40 minutos. Usar o palito para testar o ponto de cozedura.

***

Pelos exemplos fotografados, pode-se constatar que todas as formas se adequam. A fruta utilizada tem sido bastante variada – o pêssego em calda, a laranja sem sementes, o abacaxi acabado de descascar, os morangos congelados… É um sem fim de possibilidades.

Sintam-se à vontade para enviar as vossas versões das receitas para valcasadecomeres@gmail.com, que eu divulgarei na página do Facebook. Afinal… amor e carinho é mesmo para partilhar.

Comecei numa das primeiras rádios locais do País, nos idos anos ‘80, passei pelas (então) novas áreas da informática, a par dos estudos da faculdade, e dediquei duas décadas à banca de investimento, até a Troika decidir mudar-me a vida. Troquei a capital por Abrantes e os números pelas letras. Não gosto do acordo ortográfico, continuarei a usar os "P" e dos "C", mesmo que não se leiam. A par da gestão e produção de vários projetos do grupo editorial do mediotejo.net fui desenvolvendo uma receita de compota de pimento que foi premiada em 2017 pela Inov’Linea e dois anos depois abri um espaço de restauração no centro histórico de Abrantes onde sirvo diariamente refeições com dois ingredientes especiais: amor e carinho.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).