À descoberta/EN2: Filipe Oliveira ligou Chaves a Faro após 738 km a pedalar

Residente em Bemposta, Abrantes, o associativista e empresário Filipe Oliveira, 36 anos, chegou hoje a Faro na sua bicicleta, depois de partir de Chaves na quinta-feira, dia 1 de setembro, cumprindo assim o objetivo a que se havia proposto: conhecer a Estrada Nacional nº2 e a percorrer de bicicleta os mais de 730 quilómetros que unem Chaves a Faro pela maior estrada nacional.

PUB

À chegada a Faro, Filipe Oliveira disse ao mediotejo.net que a sensação de concluir os 738 km a pedalar de norte a sul de Portugal “foi única” e “indescritível”, tendo destacado as “paisagens únicas, maravilhosas, e diferentes de região para região”, e realçado a importância de valorizar turisticamente a EN2, uma via que entende ser “só comparável à mítica route 66 norte-americana”.

fo1
Filipe Oliveira chegou hoje a Faro na sua bicicleta, depois de partir de Chaves na quinta-feira, dia 1 de setembro. Foto: DR

Apaixonado pelo desporto, turismo e bicicletas, Filipe Oliveira começou a percorrer sozinho, na quinta-feira, dia 1, a mítica Estrada Nacional 2 (EN2), a estrada que liga o norte ao sul de Portugal, com o quilómetro zero em Chaves, e a chegada a Faro, 738 quilómetros depois, um percurso que demorou 7 dias a fazer, à razão de 100 km/dia, e com paragens nas várias localidades para “conhecer e desfrutar”.

PUB

Filipe disse que sempre se sentiu bem “física e mentalmente”, e que só apanhou um susto –“dos valentes” – ao km 600. “Um pneu saltou de um camião em andamento e vinha na minha direção. Fui alertado a tempo e só tive tempo de me desviar”, lembrou.

fo
Em todo o percurso, Filipe Oliveira só apanhou um susto –“dos valentes” – ao km 600. Um camião perdeu um pneu que seguiu na sua direção. Foto: DR

Filipe Oliveira, que também é presidente da direção da Sociedade Recreativa e Musical de Bemposta (SRMB), partiu sozinho de bicicleta para esta aventura, apesar dos convites aos amigos mais próximos, mas tem um carro de apoio para esta maratona turística em bicicleta.

PUB

“Não aconselho ninguém a fazer isto sozinho, porque partir às 6:00 da manhã e não ver carros, movimento nem poder falar com ninguém torna certas partes monótonas mas é uma aventura que aconselho e que quero repetir. Talvez para o ano, se tiver companhia, mas agora ao contrário. De Faro até Chaves”, antecipou.

Depois da passagem por Abrantes, onde almoçou na terra natal, Bemposta, o carro de apoio levou mais duas fervorosas apoiantes: “as minhas filhas, Sofia e Carolina, de 5 e 7 anos, juntaram-se à parte final da viagem. Deram-me apoio e são um orgulho para mim”.

Agora é tempo de relaxar e usufruir das terras algarvias, onde a família Oliveira vai ficar até ao próximo domingo.

“Estou satisfeito e orgulhoso por ter conseguido fazer este percurso, quero agradecer a todos os meus amigos, que me apoiaram e acompanharam, e dizer que esta sensação é indescritível e a EN2 maravilhosa de percorrer”, despediu-se, em jeito de convite.

A Estrada Nacional 2 é a maior em território nacional e a terceira maior do mundo, com mais de 730 kms de extensão. Na região do Médio Tejo, a Estrada Nacional 2 atravessa os concelhos de Abrantes, Sertã, Vila de Rei e Sardoal.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here