À Descoberta | Podia ser na Amazónia… mas esta cascata existe mesmo em Mação (C/VIDEO e FOTOS)

Em tempo quente, de calor extremo, a procura por locais refrescantes torna-se imperativa. E na região do Médio Tejo há uma mão cheia de sítios que ainda jorram límpidas águas de nascente. Como este local amazónico, fresco, verdejante, que fica junto da aldeia de Zimbreira, na freguesia de Envendos, no concelho de Mação. A cascata natural do Pego da Rainha tem sido mais visitada desde que revelámos as suas coordenadas, em 2016, mas continua a ser um tesouro bem guardado… 

PUB

O caminho para lá chegar parece ser longo, mas faz-se em cerca de meia hora. E os trilhos, em estradão florestal, estão melhorados. Os incêndios vieram ameaçar a fauna e flora desta região, mas o verde já desponta no horizonte e nas encostas que descem até à Barragem da Pracana, cuja albufeira se avista do topo, num troço do caminho.

Na verdade, há duas formas de chegar ao paraíso, mas talvez o melhor seja atravessar Envendos, em direção a Zimbreira, sempre pela Estrada Nacional 3. Ao entrar na aldeia de Zimbreira, deverá seguir para o caminho rupestre “Lithos”, à sua direita, passando uma pequena ponte, até encontrar a indicação para o circuito do Pego da Rainha.

PUB

Um caminho a fazer-se com precaução, mas que convida à aventura, para a prática de geocaching, escalada, BTT, todo-o-terreno, sempre sob imponentes formações rochosas. Com sorte, verá grifos a sobrevoar lá no alto, impressionando pela dimensão da sombra que a largura das suas asas lança sobre as nossas cabeças, até que se atiram às rochas, entrando nos seus ninhos. Natureza em estado puro.

Foto: mediotejo.net

O silêncio absoluto, à medida que nos aproximamos, é quebrado pelo som da água que vai brotando das nascentes e escorrendo pelo riacho. Ali continua, como sempre, a esplendorosa cascata.

PUB

Nesta tarde, ao contrário da primeira vez que a visitámos, a cascata não estava deserta – mas quase. Uma família com crianças aproveitava a zona superior, que se contorna subindo à direita do pego, com duas mesas de merendas inseridas num quadro idílico, pintado a vários tons de verde, onde tudo é vida, frescura, serenidade. Cá em baixo, junto à baía que se forma, algumas pessoas aproveitavam para apanhar banhos de sol.

Assim que chegamos, a vontade é libertar os pés e seguir, com cuidado e fintando as rochas, o curso da água até à zona mais acima, na nascente.

Aí, o cenário parece retirado de um documentário em plena Amazónia. Enormes árvores de copa larga e alta impõem-se à vegetação, numa envolvência de fetos e outras espécies botânicas, que guiam até uma pequena nascente que leva a água, em abundância, à cascata do Pego da Rainha, caindo de forma certeira. Mesmo ao lado, uma parede rochosa vai unindo finas linhas de água que o sol faz destacar, como se fossem fios de ouro tecidos pela própria natureza.

Ali mantém-se tudo como antes. Nem sinal da passagem de incêndios, aqueles que destroçaram mais de 80% da mancha florestal do concelho de Mação, e isso parece ser o suficiente para apaziguar um pouco a alma. Ali estabelece-se contacto com a natureza de uma forma inexplicável, onde a única meta traçada é tirar-se partido do local, respeitando o espaço, contribuindo para a sua preservação. A ideia é desfrutar deste tesouro bem guardado, que muitos ainda não tiveram coragem de descobrir.

Foto: mediotejo.net

Leve um livro, faça um piquenique, ponha os pés de molho e relaxe ou simplesmente mergulhe na cascata, para onde os mais destemidos continuam a saltar da rocha mais alta, do lado esquerdo. Mas não corra riscos desnecessários.

A ideia é aproveitar as suas férias, a folga, ou o fim-de-semana livre da forma mais fresquinha possível. Aqui poderá obter também um ótimo postal de verão. Se gosta de fotografia ou se regista sempre os novos locais que conhece, então não esqueça a máquina fotográfica ou o smartphone. Vai ser difícil resistir à beleza deste tranquilo lugar.

Alguma comida, água para beber, protetor solar, toalha, fato de banho… tem tudo? Só lhe resta partir à descoberta!

 Local:

Estradão Florestal Bica da Cabroeira – Pego da Rainha, Zimbreira, 6120-037 Envendos, Mação

Coordenadas GPS:

39º 34′ 32,039” N / 7º 49′ 39,111” W

Fotogaleria:

+Reportagem publicada em 2018, republicada em agosto de 2019

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here