Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

Quarta-feira, Setembro 22, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

À Descoberta | Fauna e flora do Médio Tejo

Carraceiro juvenil (Bubulcus ibis) – É uma garça campestre, predominantemente insetívora mas também pode comer vertebrados como peixes e sapos. Nativa do norte da África e do sul da Europa (mais especificamente na Península Ibérica). Esta ave recebeu os nomes de garça-vaqueira e garça-boieira por ser predominante insetívora e frequentemente ficar perto de gados em busca de parasitas e de insetos.

- Publicidade -

Esta espécie tem uma grande área de ocupação, com uma extensão global estimada de ocorrência de 10 milhões de quilómetros quadrados. A sua população global é estimada em 3,8 a 6,7 milhões de indivíduos. Também é conhecida pelos nomes de cunacoi e cupara (no Brasil) e carraceira (em Portugal).

A espécie mede cerca de 46–56 cm de comprimento, a sua envergadura varia de 88–96 cm, pesa entre 270 e 512 gramas, tem pescoço curto e espesso, bico robusto e postura encurvada.

- Publicidade -

Fora da época de reprodução os adultos possuem principalmente uma plumagem branca, bico amarelo e pernas amarelo-acinzentadas. Durante a época de reprodução, os adultos da subespécie ocidental desenvolvem plumagem laranja-amarelo-castanho na parte traseira, peito e coroa, e no bico, as pernas e as íris tornam-se vermelho brilhante por um breve período antes da união para acasalamento.

Os sexos são semelhantes, mas o macho é ligeiramente maior e tem um pouco mais de plumagem de reprodução do que a fêmea. O posicionamento dos olhos da garça permite visão binocular durante a alimentação e estudos fisiológicos sugerem que a espécie pode ser capaz de atividade crepuscular e noturna.

A espécie pode viver até 15 anos. As aves jovens são conhecidas por dispersar até 5. 000 km de sua área de reprodução. Os bandos podem voar longas distâncias e tem sido vistos nos mares e oceanos, incluindo no meio do Atlântico.

Carraceiro juvenil (Bubulcus ibis), setembro 2019, Coruche

Amante e entusiasta da fotografia há 25 anos, vive em Abrantes e é técnico comercial na Maxifer. Na Natureza perde a noção do tempo, podendo ficar horas à espera do momento certo para carregar no botão e imortalizar o momento que foi sentido na alma, pensado com o coração, visualizado no cérebro ainda antes de acontecer, e que a máquina regista para que outros o possam apreciar. Considera-se um "eterno aprendiz" na fotografia, como em tudo na vida.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome