À Descoberta | Fauna e flora do Médio Tejo

A felosa-comum (Phylloscopus collybita) é uma pequena ave da família Phylloscopidae. É parecida com a felosa-ibérica, distinguindo-se sobretudo pelas vocalizações. Esta felosa nidifica no centro e no norte da Europa e da Ásia. Em Portugal ocorre principalmente como invernante.

PUB

É relativamente comum a comum em diversos habitats florestais e de matos, frequentemente na proximidade de água. Pequenos números invernam na Europa ocidental, mas a maioria migra para África.

Esta insectívora diminuta é uma das mais comuns invernantes em Portugal, observando-se em praticamente todos os habitats, tal é o seu eclectismo.

PUB

Esta espécie apresenta algumas pequenas variações nas tonalidades de plumagem para plumagem, mas no geral o seu aspecto é rechonchudo e pequeno, o dorso é cinzento-esverdeado, as asas escuras, as partes inferiores pálidas, e uma lista supraciliar ténue. As patas escuras e o bico pálido, curto e fino completam as características a reter da felosa-comum.

A felosa-comum é abundante durante o Inverno, sendo contudo rara durante a Primavera e o Verão. Assim, a melhor época de observação gira em torno do período entre novembro e março. Distribui-se de norte a sul, sendo relativamente mais comum nas terras baixas.

PUB

Fonte: Wikipédia , Aves de Portugal e eBird

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here