- Publicidade -

À Descoberta do Sardoal: Já conhece a Lapa e os Moinhos de Entrevinhas? (c/video e fotos)

Lugares refrescantes em Sardoal, que possibilitem dar um mergulho, aproveitar uma sombra para colocar a leitura em dia, fazer um piquenique em família ou até mesmo passar um final de tarde romântico… Estes são alguns dos critérios que podem ser facilmente correspondidos nos vários concelhos da região do Médio Tejo.

- Publicidade -

Sardoal não é exceção. Em conversa com o mediotejo.net, o autarca Miguel Borges destaca como locais de excelência, pela possibilidade de contemplação da natureza, grande tranquilidade e convívio familiar, a Lapa e os Moinhos de Entrevinhas.

Pode dizer-se que um lugar complementa o outro, ou que são simplesmente vizinhos. O certo é que se localizam muito perto, e os acessos permitem chegar facilmente a um lado e a outro.

- Publicidade -

As opções passam por se dirigir a Cabeça das Mós e descer até à zona de lazer da Lapa, ou então, dirigindo-se a Entrevinhas, cortar à direita em direção à Palhota, seguindo, por fim, a rua da Lapa.

Lapa, Sardoal. Foto: mediotejo.net

Chegados à entrada da Área de Lazer da Lapa, ladeada de árvores de grande porte, permitindo sombras para estacionar o carro no local, eis que notamos a presença de várias mesas de piquenique, com a ribeira a correr lá ao lado. Um retângulo de areia permite aos corajosos estender a toalha e apanhar banhos de sol entre mergulhos.

Mas na margem esquerda, para quem quiser simplesmente dormir uma sesta, ler um livro ou jogar às cartas, preenchendo um programa de convívio em família, pode fazê-lo, estendendo a manta debaixo dos grandes salgueiros. Chegar lá é fácil, e pode fazê-lo de forma segura, sem molhar os pés. Seguindo em direção à Capela da Sra. da Lapa, situada na margem direita da ribeira de Arecês, datada do século XVII, encontra-se um passadiço de madeira que permite satisfazer os olhares mais curiosos que sempre espreitam a nascente e a barragem. Da margem esquerda chega quem segue caminho a partir de Mouriscas, pela estrada nacional 358.

Ao findar a tarde, completando o roteiro, que tal aproveitar a dica do autarca? Subir até ao alto, nos Moinhos de Entrevinhas, subindo pela Rua 25 de Abril ou pela Rua de Stº. António, contemplando não só o concelho de Sardoal, como também avistando parte do concelho de Abrantes, com a Torre de Telecomunicações e o Castelo a furar o horizonte.

O vento costuma ser presença assídua, a fazer-se soar por entre os braços dos moinhos. O catavento, um galo tradicional, deixa perceber para que lado sopra.

Os Moinhos de Entrevinhas, que guardam a aldeia do seu ponto mais alto, pertencem ao conjunto de quatro moinhos construídos nos finais do século XIX. Um dos moinhos possui um pequeno espaço temático com artefactos originais oferecidos pela família do último moleiro, Tiago dos Santos Baptista, que ali manteve atividade até ao verão de 1956.
Os moinhos de vento da aldeia de Entrevinhas constituíram o mais importante núcleo de moinhos da região e o acesso ao seu interior é possível, devendo ser contactada a Junta de Freguesia de Sardoal ou a autarquia para esse efeito.

O mesmo acontece com a imagem da Senhora da Lapa e a Capela com o mesmo nome, junto à ribeira de Arecês. Para observar de perto e o interior do património religioso com paredes revestidas a azulejo e as pinturas nas suas paredes e na abóbada, deverá contactar-se o proprietário.

Fique com algumas imagens para aguçar o interesse. Faça como nós, e parta à descoberta!

*Reportagem publicada em julho de 2016, republicada em agosto de 2019

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres: o conhecimento e o saber, a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- Publicidade -