Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Dezembro 1, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

À Descoberta | 7 miradouros para conhecer as paisagens sem fim de Mação

“Mação é muito mais do que se imagina”, é um dos motes do projeto Rotas de Mação, e a prova, de facto, está à vista – destes miradouros pode contemplar-se a imensidão das chamadas “montanhas azuis” e comprovar como a natureza permanece rainha e senhora deste território.

- Publicidade -

1. Miradouro do Bando dos Santos

Miradouro do Bando dos Santos, um dos ex-libris dados a conhecer no âmbito das Rotas de Mação e que integra os pontos de interesse de rota pedestre. Créditos: Joaquim Diogo

2. Miradouro do Pontão/Formosa
É o local perfeito para compreender a beleza dos territórios que circundam o Tejo, na zona de Ortiga. Com bom tempo, dali avistam-se territórios do concelho de Sardoal, a cidade de Abrantes, os campos de Alvega, a Barragem e o Castelo de Belver, a praia fluvial de Ortiga e, mais ao longe, a vila de Gavião, já em terras alentejanas.

Miradouro da Formosa, em Ortiga. Créditos: Rotas de Mação

3. Miradouro da Feiteira
É um dos pontos mais visitados e fotografados por quem faz a Rota do Penhascoso. Foi ali que o Grupo Desportivo, Recreativo e Cultural local ali instalou uma guitarra de grandes dimensões, reforçando o epíteto de “Aldeia do Rock”.

Miradouro da Feteira. Créditos: Rotas de Mação

4. Miradouro da Zimbreira
No limite nordeste do concelho, na freguesia de Envendos, próximo do famoso Pego da Rainha, encontramos um magnífico miradouro sobre os meandros do Ocreza e a imensidão das primeiras serranias da Beira Baixa: o miradouro do Castelo Velho da Zimbreira.

Miradouro do Castelo Velho da Zimbreira, em Mação. Fotografia: Joaquim Diogo

5. Miradouro das Cruzianas
Não muito distante do Castelo Velho da Zimbreira fica o Miradouro das Cruzianas, outro ponto notável desta zona, com vistas soberbas sobre o vale e a foz do rio Ocreza, a barragem da Pracana e vastas áreas de floresta. Ali no alto, é o silêncio que impera.

Vista sobre o rio Ocreza. Créditos: Rotas de Mação

6. Miradouro do Maxial
É preciso seguir os caminhos do PR8 para ter esta visão de rapina sobre as aldeias do Maxial e Alpalhão. 

Vista sobre as aldeias de Maxial e Alpalhão. Créditos: Rotas de Mação

7. Miradouro da Serra do Corvo
Entre as aldeias de Serra e Queixoperra, este promontório apresenta uma vista desafogada sobre os primeiros campos do Ribatejo e torna-se especialmente mágico quando, no topo de uma escarpa com vários metros de altura, podemos assistir ao pôr-do-sol.

Vista do miradouro da Serra do Corvo. Créditos: Rotas de Mação

Além de premiarem o esforço de quem percorre os trilhos de Mação com paisagens inesquecíveis, estes miradouros proporcionam momentos únicos de (re)encontro com um mundo onde a presença humana quase não existe, ou está integrada de forma harmoniosa. Fica o convite para partir À Descoberta.

Baloiço panorâmico. Créditos: Rotas de Mação