- Publicidade -
Domingo, Dezembro 5, 2021
- Publicidade -

“A arte nesta semana”, por Massimo Esposito

O Médio Tejo é com certeza uma região artística onde muitos querem mostrar a sua arte.

- Publicidade -

A arte que mais entendo e conheço é a arte plástica (pintura , escultura…um pouco de arquitetura) e neste novo ano podemos dizer que começamos em grande .

No mesmo dia, sábado 4 fevereiro, por exemplo, foram inauguradas muitas exposições que convido a visitar: na Galeria Municipal de Entroncamento a aguarelista Ana Correia apresenta o seu delicado (e dedicado) trabalho que desenvolve diariamente. Conheci a Ana no Forum Regional de empresas criativas em Abrantes e gostei logo do seu trabalho e da sua personalidade.

- Publicidade -

Na Casa da Cultura de Alcanena há uma interessante exposição de um dos artistas mais completos da nossa região (apesar de ser um australiano ele vive no Ribatejo há mais de 30 anos) Sam Abercromby com o titulo “o desejado volta e vê sinais de crime” , quadros cheios de céus azuis atravessados por pinceladas brancas que dão vida a obra. É para ver!

A Dina Leonardo, pintora do Médio Tejo, está a expor no Instituto do Desporto e juventude no Parque das Nações, em Lisboa, numa exposição integrada na Lisboa Arte 17.

Este sábado, dia 11, há a inauguração da exposição White Noise do fotógrafo António Júlio Duarte na Galeria Quartel de Abrantes…e, provavelmente, haverá mais eventos mas que desconheço.

Parece mesmo que o gosto pela arte, o interesse no desenvolvimento artístico está a crescer. Para mim é um ótimo sinal e espero vivamente que isto possa continuar.

O pensamento que quero transmitir aqui é que a arte é linda, a arte deve ser para todos mas também a arte deve ser conseguida com esforço. Não posso suportar aqueles que em pouco tempo, depois de terem seguido um curso em um ou dois meses, ou, pior ainda, ser fan dos famosos vídeos de “arte” do You Tube, se transformem aleatoriamente e instantaneamente..em um ARTISTA. Não! A arte deve ser vista, assimilada e desenvolvida..só depois  de a ter metabolizada convenientemente podemos “democratiza-la”.

Boa visita às galerias do Médio Tejo.

Pintor Italiano, licenciado em Arte e com bacharelato em Artes Gráficas em Urbino (Itália), vive em Portugal desde 1986. Em 1996 iniciou um protejo de ensino alternativo de desenho e pintura nas autarquias do Médio Tejo que, após 20 anos, ainda continua ativo. Neste projeto estão incluídas exposições coletivas e pessoais, eventos culturais, dias de pintura ao ar livre, body painting, pintura com vinho ou azeite, e outras colaborações com autarquias e instituições. Neste momento dirige quatro laboratórios: Abrantes, Entroncamento, Santarém e Torres Novas.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome