“A arte é útil?”, por Massimo Esposito

Muitas pessoas interrogam-se sobre esta pergunta. Sim! Para que serve um quadro? Uma canção? Uma peça de teatro? Não aquece, não tira a fome, não abriga ninguém, utilidade em si não tem. Muito mais útil uma horta, uma manada de vacas ou um olival. Há um ditado que diz que “uma imagem vale mais de mil palavras”. E isto também é verdade.

PUB

Estamos num momento histórico invulgar, temos tudo, mas não o podemos ter ou usar como queremos. A cirurgia, comunicações e transportes estão como nunca e a esperança de vida é a mais alta de sempre. Não falo de política que sou alheio e alérgico a isto, mas sou cidadão dum país do 1º mundo, a Europa, “berço” da civilização, e tenho olhos na cara e cérebro na cabeça e vejo coisas estranhas e contraditórias.

Pessoas contra a vacina de bebés mas que vacinam os cães e gatos de casa, pessoas que vão a praia de máscara para não se contaminar e a tiram só… para fumar, pessoas que pretendem a liberdade pessoal mas batem no extracomunitário, outros que apelam a igualdade de género mas te tratam com sarcasmo e as vezes ofendem porque declaras ser ser hetero, e assim por diante.

PUB

Isto cria ânsia, confusão, nervosismo, ficamos quase dois meses em casa e podíamos ter meditado e raciocinado sobre assuntos vitais para uma boa convivência, mas não me parece.

Para regressar ao tema escolhido, sim a arte é útil porque denuncia instantaneamente factos e situações (Bansky é superlativo nisto), ajuda a pensar (há muito bons escritores que se debruçam sobre o assunto) e é evidente porque há museus sempre concorridos para ver obras de arte únicas, agora em via virtual e a procura de livros aumentou. Mas eu noto que há muitíssimas pessoas que procuram aprender a pintar, tocar um instrumento.

PUB

A ânsia e o medo do futuro fazem, sim, que as pessoas procurem meios de escape a esta estranha realidade, a incerteza que se apodera quando estamos fechados em casa e a duvida do que será o amanha? E assim é evidente que a arte é útil, sobretudo em momentos de dificuldades e problemas existenciais.

Um traço num papel que se desenvolve num retrato, uma mancha de cor que se transforma numa flor sobre uma tela e uns acordes que passam a ser uma melodia aquecem o coração, acalmam o espírito e dão uma visão positiva ao futuro, disto tenho provas todos os dias, por isto SIM! A Arte é Útil!

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here