“21 concelhos, um distrito com mais proximidade”, por Hugo Costa

Foto: DR

Constituído por 21 concelhos, o distrito de Santarém é geograficamente central e cheio de oportunidades. O nosso território apresenta um tecido empresarial de excelência, uma cultura única e instituições que procuram, de uma forma consistente,  o caminho do desenvolvimento. Falo de um distrito que apresenta uma multiplicidade de realidades e atores mas com desafios que apenas podem ser superados se tiverem como base uma unidade e uma estratégia comum.

PUB

PUB

No nosso território encontramos aquele que é o mais importante recurso hidrográfico da Península Ibérica – e que importa defender – assim como outros rios de grande dimensão. Para além disto, temos os melhores terrenos agrícolas do país e uma fileira florestal que pode e deve ser aproveitada. O Turismo é, indiscutivelmente, uma marca em toda a região seja pelo turismo religioso em Fátima, pela cultura, pela gastronomia, pelo vinho pelo património e pelas belezas naturais que o distrito possuí.

Contudo, considero que a divisão artificial da região apenas contribui para o nosso enfraquecimento. A demagogia, que levou ao fim dos Governos Civis, apenas veio agudizar esta realidade, não permitindo a existência de uma estrutura intermédia. Faz sentido, por exemplo, que os municípios do nosso distrito não tenham direito de voto nas CCDR, onde esse desenvolvimento só pode ser conseguido através de um processo de uma região com legitimidade eleitoral? Penso que a resposta é um óbvio e inequívoco não.

PUB

O nosso distrito tem muitos desafios e são muitos os temas que merecem a nossa atenção, para além da região. Da saúde, à educação, das infraestruturas ao ambiente, da economia à justiça, passando por todas as outras áreas, há muitos dossiers que exigem de nós igual empenho, estudo e dedicação, sempre numa lógica de proximidade. É para esse trabalho de proximidade que podem contar comigo.

PUB
APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser), através do IBAN PT50001800034049703402024 (conta da Médio Tejo Edições) ou usar o MB Way, com o telefone 962 393 324.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here