VN Barquinha | “A ‘Exaltação das Ordens’ e a herança templária de Payo de Pele” pela lente de Arlindo Homem (c/FOTOGALERIA)

Recriação histórica da ‘Exaltação das Ordens’ e a herança templária de Payo de Pele”. Foto: Arlindo Homem

A freguesia de Praia do Ribatejo acolheu no sábado, dia 12 de outubro, a recriação histórica da ‘Exaltação das Ordens’, evento integrado nas comemorações dos 500 anos do Foral de D. Manuel I outorgado àquela localidade do município de Vila Nova da Barquinha. O momento pretendeu “não só revalorizar a história de Payo de Pelle, essencialmente a sua herança templária, mas também homenagear a Ordem do Templo e sua metamorfose em Ordem de Cristo”.

PUB

PUB

A organização esteve a cargo da junta de freguesia local e apresentava como objetivo dar uma nova vida e interesse ao berço de Payo de Pelle, ao verdadeiro local onde esta vila nasceu, se desenvolveu e, por fim, de forma misteriosa, desapareceu”.

Na atividade participaram cerca de três dezenas de figurantes voluntários, os quais, de uma forma simbólica, procederam à cerimónia da Exaltação das Ordens, vestidos em conformidade.

A recriação histórica decorreu ao longo da Rua Castelo do Zêzere, culminando no Largo do Cemitério, numa alusão ao caráter divino que evocou.

A ‘Exaltação das Ordens’ e a herança templária de Payo de Pele”. Foto: Arlindo Homem

O Foral de Payo de Pelle foi outorgado em 22 de dezembro de 1519 por D. Manuel I, numa altura em que a zona era território da Ordem de Cristo. Mas até 1312, a atual Praia do Ribatejo pertenceu a uma das mais poderosas Comendas da Ordem da Ordem do Templo. Foi neste contexto que o mestre da Ordem, D. Gualdim Pais, fez a outorga do primeiro Foral da Vila, em 1174.

PUB

Os registos fotográficos são de Arlindo Homem:

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here