Vila de Rei | Orçamento para 2020 ronda os 8 ME e mantém aposta nas funções sociais

Foto: DR

O executivo camarário de Vila de Rei aprovou por maioria social democrata o Orçamento e Grandes Opções do Plano para o ano 2020, contando com abstenção do vereador Luís Santos (PS). O orçamento previsto situa-se na ordem dos 8 milhões e 160 mil euros, tendo Ricardo Aires (PSD), presidente da CM Vila de Rei, alertado para o facto de o valor poder aumentar com a reprogramação dos fundos comunitários (Portugal2020). Este que é considerado um orçamento “de manutenção” dos mandatos anteriores, volta a ter principal enfoque nas funções sociais, económicas e no turismo.

PUB

O documento, aprovado em sede de executivo camarário na reunião pública de 18 de outubro, é para Ricardo Aires (PSD) muito voltado para a melhoria da qualidade de vida dos munícipes, continuando-se a apostar nos apoios sociais e incentivos das políticas municipais (que abarcam desde a área da educação, habitação, saúde, incentivos à natalidade, entre outros).

“É uma bandeira que nós temos, que haja cada vez mais qualidade de vida. Por isso iremos continuar com o trabalho, mantendo os apoios que damos na educação e a nível social, saindo do orçamento da Câmara”, referiu o edil.

Quanto às funções económicas, o município pretende continuar a reforçar a sua estratégia de desenvolvimento económico e captação de investimentos e empresas, criando condições para a criação de empregos, nomeadamente qualificados. O autarca destacou as obras de melhoria na Zona Industrial do Souto, com infraestruturas requalificadas e lotes prontos a receber empresas que se pretendem fixar no concelho. “Temos uma Zona industrial nova, com novas ferramentas, para que possamos captar empresários para o concelho e criar emprego e gerar riqueza no concelho”, afirmou em declarações ao mediotejo.net.

Na área da Proteção Civil, destaca-se entre as obras/investimentos previstos no Orçamento e Grandes Opções do Plano, a abertura/reparação de caminhos florestais e construção/beneficiação de pontos de água, bem como a aquisição de equipamentos para a defesa da floresta; apoio aos Bombeiros Voluntários de Vila de Rei (funcionamento, Equipa de Intervenção Permanente e obras no quartel); construção de Heliporto; manutenção da equipa dos Sapadores Florestais; silvicultura preventiva ao redor das aldeias e nas faixas primárias e secundárias.

PUB

Na saúde e ação social, destaque para o apoio ao Projeto de Unidade de Cuidados Continuados Integrado, e apoio a projetos de inclusão social e combate à solidão.

Quanto ao saneamento, constam do GOP a reabilitação da ETAR de São João do Peso, reabilitação da rede de saneamento, água e ETAR da Fundada e construção de um emissário de águas residuais no Carrascal.

Incluem-se também as obras de beneficiação do abastecimento de água ao concelho, incluindo a plataforma na captação; construção de um Reservatório de água na Orgueira; aquisição de equipamentos electromecânicos para a ETA da Zaboeira; aquisição de uma retroescavadora para o serviço de águas (leasing) e aquisição de uma viatura para a recolha de resíduos sólidos (leasing).

O Orçamento e Grandes Opções do Plano para 2020 foi aprovado por maioria PSD com abstenção do vereador do PS, Luís Santos. Para Ricardo Aires, autarca vilarregense, continuam a ser “bandeira” da Câmara Municipal as funções sociais, económicas e o turismo. Foto: mediotejo.net

Quanto ao ordenamento do território, prevê-se a conclusão de revisão do P.D.M. e o início do cadastro predial, por meios municipais. Já na área da Proteção do Meio Ambiente e Conservação da Natureza, estão incluídas ações de reabilitação de diversas ribeiras; reflorestação das áreas ardidas com a plantação de medronheiros, castanheiros, carvalhos e outras espécies autóctones; arranque do projeto-piloto patrocinado pelo Governo na reflorestação e ordenamento do território; criação de uma Zona de Intervenção Florestal (ZIF) no concelho.

Na área cultural, o município destaca o processo de certificação das Conheiras de Vila de Rei como Património de Interesse Público; reabilitação do Castro de São Miguel (candidatura); modernização do Arquivo Municipal – digitalização (candidatura).

No Desporto, Recreio e Lazer, estão previstas as obras de infraestruturas para as rotas e percursos pedestres, nomeadamente na 2ª Fase do passadiço do Penedo Furado e projeto e miradouro da Seada; beneficiação do Polidesportivo de Vila de Rei (candidatura); ampliação do Skate Park; construção de um campo de padel.

Na Indústria e Energia, pretende concluir-se a obra nas infraestruturas urbanísticas da Zona Industrial do Souto (2ª Fase), apostar na eficiência energética na iluminação pública no concelho, na Piscina Municipal Coberta e Escola Básica e Secundária, e colocação de painéis fotovoltaicos nos edifícios municipais para produção de energia.

Quanto às infraestruturas rodoviárias, o município prevê avançar com o alargamento da Calçada da Fonte em Vila de Rei (candidatura);  pavimentação da estrada de ligação entre o Centro Geriátrico e Penedo (projeto); alargamento da estrada de ligação entre a EN2 e Seada (projeto); pavimentação de arruamentos na Milriça; beneficiação de arruamentos no Casal Novo; reabilitação da calçada no Abrunheiro Grande, Salavisa, Zaboeira e Portela (através de contratação de empréstimo); candidatura para conversão da Central Elétrica em Terminal Rodoviário e em Posto de Turismo.

No Mercado Municipal, prevê-se a obra de requalificação do 1º piso para instalação das valências do CLDS 4G, Gabinete de Inserção Profissional e Ninho de Empresas do concelho.

Na área do Turismo, prevê-se avançar com projeto para o Parque de Campismo de Fernandaires, incluindo infraestruturas de apoio e candidatura para potenciação da aldeia de xisto da Água Formosa.

Segundo a autarquia, a concretização destes objetivos depende da garantia de financiamento por via de candidaturas a fundos comunitários, fundos próprios do orçamento municipal e com recurso a empréstimos bancários.

Previsto está o aumento do apoio aos Bombeiros Voluntários de Vila de Rei e a manutenção do apoio às associações culturais e/ou desportivas do concelho e da delegação de competências nas Juntas de Freguesia.

O documento seguirá posteriormente para discussão e aprovação em sede de Assembleia Municipal.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here