Torres Novas | Executivo tem mais de 26 milhões de obras em perspetiva até 2021

Pedro Ferreira, Presidente da Câmara Municipal de Torres Novas. Foto: mediotejo.net

O presidente da Câmara de Torres Novas, Pedro Ferreira (PS), aproveitou o dia da cidade, 8 de julho, para dar a conhecer à população os projetos em curso ou em perspetiva pelo executivo socialista até final do mandato, em 2021, para a sede do concelho. Os projetos apresentados ultrapassam os 26 milhões de euros, entre obras já em lançamento e outras que ainda se encontram no papel ou a aguardar financiamento.

PUB

Pedro Ferreira quis “mostrar a estratégia” do executivo que lidera até às próximas eleições autárquicas, deixando de lado o que já foi feito e focando o que se pretende ainda fazer nos próximos dois anos. A lista de projetos em curso é extensa e engloba obras que estão a cargo da Águas do Ribatejo e das Infraestruturas de Portugal.

No geral há uma grande aposta na utilização de fundos europeus, os quais se encontram direcionados sobretudo para reabilitação urbana. A cidade de Torres Novas deverá ver assim vários dos seus edifícios mais degradados serem requalificados, tanto para habitação como para fins culturais (dois edifícios no centro histórico e a requalificação do Prédio do Alvarenga e da Central do Caldeirão).

Também a Escola Secundária Maria Lamas e o Centro Escolar de Santa Maria têm procedimentos já em curso para reabilitação.

cerimónia solene começou com hastear das bandeiras Foto: mediotejo.net

Há um trabalho a decorrer para substituir a iluminação pública da cidade para iluminação LED, por forma a reduzir o consumo. A Águas do Ribatejo prevê investir na sede do concelho cerca de 2 milhões de euros na rede de abastecimento de águas e saneamento.

PUB

O executivo tem ainda planos ambiciosos para melhorar as infraestruturas desportivas, como um projeto para umas piscinas descobertas e a intenção de concluir um pavilhão de Riachos para ginásio, que se encontra em esqueleto. Há também um largo conjunto de pequenas obras de reabilitação, a maioria em fase de projeto, como a requalificação da calçada António Nunes ou a reparação da rotunda da juventude, entre outras.

De toda a listagem de obras apresentadas, a mais significativa é que a está a ser conduzida em parceria com as Infraestruturas de Portugal, no valor de 7,5 milhões de euros: a ligação da A23 às zonas industriais de Riachos e Entroncamento. Segundo Pedro Ferreira, o município vai suportar as expropriações que serão necessárias concretizar para realizar a obra.

No seu discurso, o presidente torrejano não esqueceu a luta pela sustentabilidade ambiental, comentando ainda o desejo de Torres Novas vir a receber uma secção do Tribunal Administrativo e Fiscal de Leiria.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here