Tomar | Zêzerearts 2019 arrancou no domingo no Auditório Fernando Lopes-Graça (C/VIDEO)

O Auditório Fernando Lopes-Graça, em Tomar foi o local escolhido para iniciar a nona edição do Festival ZêzereArts, através de um recital de violino, piano e canto lírico, na tarde de domingo, 14 de julho.

PUB

Contando com um auditório bem composto, os alunos das masterclasses de violino de Ilya Grubert e de canto lírico de Brian MacKay não se inibiram e demonstraram ao público de todas as idades toda a musicalidade que aprenderam nas aulas e toda a potencialidade que a música erudita tem para oferecer.

Brian MacKay, diretor artístico do festival, revela que este ano no ZêzereArts “vão estar presentes, em duas semanas, quase 150 músicos amadores e profissionais, com professores, que se juntam para criar, treinar e desenvolver espetáculos para apresentar ao público”.

No entender de MacKay, o ZêzereArts é importante pois tem “a oportunidade fazer viver o património como espaços vivos, não estamos a visitar como turistas mas estamos a participar em eventos que têm muito a ver com a história do sítio e da região”.

Esta primeira atuação, tal como as que ainda estão para vir, surge após a experiência pedagógica, na qual diversos alunos de diferentes níveis, se reúnem durante o Verão para frequentar cursos musicais com professores reconhecidos.

PUB

Os alunos começaram agora a demonstrar o que aprenderam nessas aulas através de espetáculos gratuitos em lugares dos concelhos de Ferreira do Zêzere, Tomar, Vila Nova da Barquinha e Batalha.

Foto: mediotejo.net

As atuações decorrem praticamente todos os dias até ao dia 27 de julho. Assim sendo, na segunda-feira, dia 15, a Biblioteca Municipal António Cartaxo Fonseca, em Tomar, recebeu os compositores Fernando Lapa e Cândido Lima, do Festival CriaSons, resultado do cruzamento entre este e o ZêzereArts.

Também em Tomar, mas esta terça-feira, dia 16, pelas 21h00, será Mozart o protagonista, ao ser invocado na Igreja de Nossa Senhora da Graça através da apresentação da obra “Missa Solemnis ‘Waisenhausmesse’ KV 139”, feita pelas vozes do Coro do Festival ZêzereArts e contando com a direção de Pedro Correia.

Para quarta-feira, dia 17, pelas 18h30, está agendado um concerto dos ZêzereArts Vocal Chamber Ensembles, na Igreja de Nossa Senhora do Pranto, em Dornes, Ferreira do Zêzere. Neste mesmo dia e também para Dornes, no Posto de Turismo, está guardada uma das novidades do festival, a inauguração da exposição “Images of ZêzereArts”, da autoria da Holandesa Els Smulders-Waijers, através de uma cerimónia que tem início às 18h00. A exposição estará patente até setembro e pode ser visitada entre as 10h00 e as 13h00 e as 14h00 e as 18h00.

No dia 18, em Vila Nova da Barquinha, o objetivo é trazer à vida os Paganini Caprices, através do recital de Jack Glatzer, numa palestra que decorre entre as 15h00 e as 18h00, no Centro Cultural. Já para meia hora mais tarde, na Charola do Convento de Cristo, em Tomar, está prevista a atuação do coro de câmara irlandês Cuore, e que conta com a condução de Amy Ryan.

A música erudita volta a fazer-se ouvir no Convento de Cristo, desta feita no Claustro D. João III, na sexta-feira, dia 19, sendo que todos os interessados estão convidados a presenciar o poder da voz humana como instrumento multifónico, através do concerto “Waves of Sound”, que decorre às 21h00.

No mesmo âmbito, e como a música erudita não tem fronteiras, o mesmo concerto decorre, no dia seguinte, nas Capelas Imperfeitas do Mosteiro da Batalha, numa atuação com início marcado para as 19h00.

concerto coro e orquestra convento de cristo zezerearts
ZêzereArts 2018 no Convento de Cristo, em Tomar. Foto: mediotejo.net

A Igreja Matriz de Tancos, pertencente a Vila Nova da Barquinha, recebe no dia 21, às 16h00, um recital de música de câmara, realizado pelos estudantes de cordas da masterclass ministrada por Stefano Amitrano.

A Biblioteca Municipal António Cartaxo Fonseca abre de novo as suas portas, desta vez no dia 23 pelas 18h30, para um recital de double bass por parte dos estudantes de Jiří Hudec’s, acompanhados pela pianista Ana Queroz.

Os estudantes e professores das masterclasses de cordas levam um recital até à Igreja Matriz de Beco, Ferreira do Zêzere. A atuação, que conta com a direção de Brian MacKay e com o violino de Matilde Loureiro, está agendada para as 21h00 do dia 24.

No dia 25, pelas 21h00, o Claustro D. João III volta a receber visitantes para um concerto da orquestra do ZêzereArts, acompanhada pelo tenor Andre Lacerda e Nuno Cunha na trompa. No dia seguinte, dia 26, pelas 15h00, é a vez do Cine-Teatro Paraíso receber um recital dos estudantes de cordas, acompanhados por Ana Queiroz ao piano, terminando assim a passagem do ZêzereArts no concelho de Tomar.

O ZêzereArts 2019 volta uma última vez até ao concelho de Vila Nova da Barquinha no dia 26, com o Castelo de Almourol como pano de fundo, para presentear os visitantes com um concerto ministrado pela orquestra do ZêzereArts, acompanhada pelo tenor Andre Lacerda e por Nuno Cunha na trompa.

É em Ferreira do Zêzere que se encerra o festival ZêzereArts 2019, através de um concerto na Igreja Matriz de Areias, no dia 27 pelas 21h00, onde atua a orquestra do ZêzereArts em conjunto com Musicamera Opera Ensemble.

 

 

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here