Tomar | Ruas ornamentadas são monumentos do povo à festa maior dos Tabuleiros (C/FOTOGALERIA)

Ruas ornamentadas em Tomar são monumentos do povo à festa maior dos Tabuleiros. Foto: Luís Ribeiro

A noite de quinta feira, dia 4 de julho, ficou marcada pela abertura das ruas ornamentadas na cidade de Tomar, momento integrado na Festa dos Tabuleiros e que resultou numa demonstração de bairrismo, empenho e carinho da população para com a festa maior do município tomarense.

PUB

A dedicação e criação de todos os pormenores de embelezamento das ruas da cidade estiveram em marcha durante meses, para que neste dia 4 de julho todos pudessem celebrar a abertura de cada rua, mostrando a magia desta festa tão histórica como única e peculiar.

O percurso com a comitiva teve início na zona histórica da cidade, onde terminou, depois de percorrer as mais diversas ruas da cidade de Tomar.

Em Tomar, as ruas ornamentadas são monumentos do povo à festa maior dos Tabuleiros. Foto: Luís Ribeiro

Ruas ornamentadas a visitar:

As Rua dos Moinhos, Rua dos Arcos, Travessa do Arco, Rua/Largo do Quental, Rua Pé da Costa de Baixo, Rua do Teatro, Rua Pedro Dias, Rua Aurora de Macedo, Rua Joaquim Jacinto, Rua de S. João, Rua Silva Magalhães, Rua do Camarão, Rua Sacadura Cabral, Rua Gil Avô, Rua Alexandre Herculano, Rua de Santa Iria, Rua Major Ferreira do Amaral, Rua do Centro Republicano, Escadinhas, Rua da Cascalheira, Rua de Coimbra, Alameda Um de Março, Rua Amorim Rosa (norte), Rua Amorim Rosa (sul), Rua Carlos Campeão, Largo José Gonçalves Ribeiro, Rua Miguel Ferreira, Alameda um de Março (lado norte), Rua Marquês de Pombal, Rua Serpa Pinto e Rua Infantaria 15.

PUB
A noite de quinta feira, dia 4 de julho, ficou marcada pela abertura das ruas ornamentadas na cidade de Tomar, momento integrado na Festa dos Tabuleiros e que resultou numa demonstração de bairrismo, empenho e carinho da população para com a festa maior do município tomarense. Foto: Luís Ribeiro

A Festa dos Tabuleiros realiza-se entre os dias 29 de junho e 08 de julho, em Tomar, prevendo-se mais de 750 tabuleiros no principal cortejo. Esta é uma das manifestações culturais e religiosas mais antigas de Portugal.

Com origem pagã, simbolizando a época das colheitas, a Festa dos Tabuleiros adquiriu caráter religioso na Idade Média, com a Rainha Santa Isabel. Dada a sua complexidade, a festa realiza-se de quatro em quatro anos. O cortejo principal da Festa dos Tabuleiros decorre no domingo, dia 07 de julho.

PUB
Artigo anterior“Espargos”, por Armando Fernandes
Próximo artigoCrónica fotográfica, de Paulo Jorge de Sousa
Natural e residente em Tomar, tem como profissão Distribuidor, mas é com a fotografia que se identifica. É amante desta arte em geral, mas a sua verdadeira paixão é a Natureza e Vida Selvagem e os Retratos. É autor do livro de fotografia “Alma Nabantina” e fundador/administrador dos grupos do Facebook “Amigos da Fotografia de Tomar” e "Fauna de Tomar”. Colabora na área de fotografia na imprensa regional e local e já em 2018 foi júri convidado de dois concursos de fotografia. Neste ano conta também com duas exposições de fotografia coletivas, preparando atualmente a terceira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here