Tomar | Mulheres de 30 países juntam-se no Women Economic Forum para tornar o mundo melhor

Sessão de abertura do WEF. Foto: mediotejo.net

O WEF – Women Economic Forum teve início em Tomar na sexta-feira, dia 22, e fica pela cidade até este domingo, 24, tendo o Pavilhão Municipal Cidade de Tomar como ponto de encontro. O lema “Inspirando Paixão e Inovação Através da Mudança Sustentável” junta participantes femininas (e não só) de trinta países na iniciativa em que se procura tornar o mundo num sítio melhor, com um cunho feminino.

PUB

Existe a tendência para associar o lado emocional às mulheres e, com o passar dos anos, esse lado passou a ser conjugado com outras tarefas que envolvem maior responsabilidade por quem apenas era dona de alguma coisa quando se falava em “casa”. O mundo mudou, as mulheres conquistaram cargos de poder e muitas delas estão reunidas em Tomar no WEF – Women Economic Forum até este domingo.

O WEF teve início com a presença simbólica da Festa dos Tabuleiros. Foto: mediotejo.net

O lema “Inspirando Paixão e Inovação Através da Mudança Sustentável” dá o mote para mais uma edição da iniciativa que teve início na Índia, pelas mãos de Harbeen Arora. A mentora e responsável pela ALL – All Ladies League – organização fundada em 2011 e que atualmente tem cerca de 70 mil mulheres afiliadas de 150 países – esteve presente na sessão de abertura e destacou a importância de se tornar o mundo num sítio melhor.

A forma como as mulheres podem contribuir para essa mudança através dos cargos que desempenham não ficou esquecida durante a intervenção em que se sentiu a importância do envolvimento emocional nas ações desenvolvidas. A mesma essência esteve presente nas palavras de Tânia Castilho, vice-presidente da ALL Portugal, presidente da ALL Tomar e responsável pela organização da conferência no concelho tomarense.

A sessão de abertura contou, igualmente, com a presença de três mulheres que assumiram cargos de responsabilidade na região do Médio Tejo. Quem começou por subir ao palco do Pavilhão Municipal Cidade de Tomar foi Maria João Morais, a primeira mulher a assumir a responsabilidade de “mordomo” da Festa dos Tabuleiros. Seguiram-se Celeste Simão, vereadora da Câmara Municipal de Abrantes, e Anabela Freitas, presidente da Câmara Municipal de Tomar e presidente da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo.

PUB
Tânia Castilho, vice-presidente da ALL Portugal, presidente da ALL Tomar. Foto: mediotejo.net

As três dirigiram-se à plateia e os discursos tocaram-se em pontos comuns, nomeadamente na importância de se agir tendo consciência do impacto que as ações têm no ambiente circundante e como elas devem inspirar as gerações vindouras. Mais tarde, partilharam com o mediotejo.net o que inspirou a participação no WEF – Women Economic Forum, começando com Maria João Morais a destacar “a emoção e a responsabilidade” da missão que recebeu da população, a qual não quer “defraudar”.

O Amor foi elemento presente nos discursos e a Mordoma da Festa dos Tabuleiros confirmou-nos que o evento é, ele próprio, uma “festa de amor, amizade e cumplicidade”. Peças fundamentais que, nas suas palavras, justificam a dedicação de “um povo que durante largos meses trabalha em conjunto para o que vai ser a festa”, concluindo que a Festa dos Tabuleiros é “ do povo, feita pelo povo e para o povo”.

Celeste Simão, por seu lado, não deixou esquecido um nome feminino associado à cidade de Abrantes, o de Maria de Lourdes Pintasilgo, a única primeira-ministra portuguesa. Para a vereadora, marcar presença num evento internacional deste âmbito em que se quer “passar a mensagem de que a mudança é possível” constitui um motivo de “orgulho”. No entanto, destacou que para que “essa mudança seja possível” é necessário que o trabalho seja feito em conjunto por homens e mulheres.

Harbeen Arora entregou a distinção do WEF a Anabela Freitas. Foto: mediotejo.net

Anabela Freitas esteve presente no WEF – Women Economic Forum na qualidade de anfitriã e responsável máxima do município que acolhe o evento. A autarca é uma das 32 mulheres presidentes de câmara entre os 308 eleitos nas últimas eleições autárquicas, cargo que passou a conciliar recentemente com o de presidente da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo. Nas declarações ao mediotejo.net sublinhou que o trabalho em rede entre as mulheres deve ser fomentado, tal como assumir que mulheres e homens são “diferentes, mas igualmente capazes”.

Outro ponto destacado foi o desta conferência, na qual foi distinguida, ser feita pela primeira vez numa cidade de pequena-média dimensão. Até à data, têm sido cidades de grande dimensão a receber a iniciativa que já se tinha realizado em Portugal, no Estoril (2015). Tomar recebe-a agora “de braços abertos” por ser um território que, aponta, “foi confluência de três religiões, de tolerância, de diálogo” no passado. A mesma tolerância e diálogo que devem ser construídos para o futuro.

Elsa Ribeiro Gonçalves distinguida pela mensagem dos livro “Singularidades de uma Mulher de 40”

A jornalista e escritora Elsa Ribeiro Gonçalves foi uma das mulheres distinguidas este sábado no Women Economic Forum pela mensagem que o seu livro “Singularidades de uma Mulher de 40”, publicado pela Médio Tejo Edições/Origami Livros, tem levado a tantas mulheres ao longo do último ano. O livro, com a edição praticamente esgotada, tornou-se rapidamente um best-seller através das recomendações das muitas mulheres que se sentiram inspiradas a viver uma vida mais plena e feliz, através das palavras da autora. Pode ler aqui o discurso da escritora.

PUB
PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here