Tomar | Executivo vai tomar posição sobre descargas poluentes no rio Nabão

A Câmara Municipal  de Tomar já alertou as entidades competentes –  Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e o SEPNA da GNR –  sobre as descargas poluentes que têm afetado o Nabão nos últimos tempos. A face mais visível deste foco de poluição é a espuma resultante da queda de água nos açudes e que flutua na superfície do rio. A informação foi prestada pela presidente da autarquia, Anabela Freitas (PS) no período antes da ordem do dia da reunião do executivo desta segunda feira, 28 de novembro. Para além de terem denunciado a situação, a autarquia pediu ainda ao laboratório ALogos. para que fossem efetuadas análises à água.

Anabela Freitas refere que a avaliação efetuada indica que parte da poluição registada poderá ter origem na ETAR de Seiça. Nesse sentido, foi dado conhecimento à EPAL e Câmara Municipal de Ourém, município responsável por esta ETAR. Foi também realizada uma reunião com o conselho de administração da EPAL, onde foi comunicado que, por parte daquela entidade, estão a desenvolver um projeto para aumentar a capacidade de tratamento da ETAR.

img_0592
Assunto foi abordado na última reunião de câmara Foto: mediotejo.net

“É de realçar que, por vezes, não se registam níveis de poluição à saída da ETAR, mas os mesmos aparecem ao longo do percurso do rio, o que pode indiciar outras fontes de poluição, facto que está a ser investigado pelas autoridades competentes.

PUB

Anabela Freitas disse ainda que o município não tem competência nem jurisdição, não tendo, por isso, “mecanismos legais para investigar e autuar no percurso do rio fora do perímetro urbano”.

No entanto, não pode deixar de estar atento e cada vez que detetar uma descarga, alertar as entidades competentes. Avançou ainda que, na próxima reunião, vai ser tomada uma posição conjunta do executivo sobre este problema que está a afetar o rio.

PUB

O vereador dos Independentes por Tomar, Pedro Marques, considerou que é urgente que o executivo tome uma posição firme.  “Ourém tem o melhor de dois mundos, por um lado, a população tem o hospital de Leiria e, por outro, deita os esgotos para Tomar. É uma vergonha, não podemos permitir isto”, frisou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here